Ciência política no ensino médio: reconhecimento, diálogos e itinerários da institucionalização de uma área

Jesus Marmanillo Pereira

Resumo


O presente artigo visa delinear uma etapa da institucionalização da Ciência Política, que corresponde a determinados debates e ações orientados para a inserção dessa área no ensino médio. A partir daí buscamos elencar quais as principais influências, argumentos e contextos que caracterizam um campo heterônomo - ora de disputa disciplinar, ora pelo discurso da interdisciplinaridade. Por fim, analisamos os conteúdos dessa disciplina trabalhados em um livro didático de Sociologia, verificando que essa mesma lógica heterônoma também é vinculada a outros aspectos, como a pluralidade de métodos da Ciência Política, em outros níveis de ensino e os processos mais amplos de formação de licenciados e de institucionalização dessa área.


Palavras-chave


Institucionalização; Ciência Política; Ensino Médio

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1980-3532.2015n13p75

Licença Creative Commons Esta obra está licenciada sob uma Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License.

Em Debat: Rev., ISSNe 1980-3532, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.