Chamada para envio de artigos para o dossiê "Internacionalismo e história global"

A revista Esboços: histórias em contextos globais convida pesquisadoras e pesquisadores a submeterem artigos para o dossiê "Internacionalismo e história global", organizado por Ana Carolina Schveitzer (Universidade Humboldt de Berlim), Lea Boergerding (Universidade Livre de Berlim) e Oscar Broughton (Universidade Livre de Berlim). Os artigos devem ser enviados até 13 de novembro de 2020 através da plataforma da revista. O dossiê será publicado no v. 28, n. 48, maio/ago. 2021.

Chamada para o dossiê "Internacionalismo e história global"

Enquanto perspectiva, a história global instiga os historiadores a repensar o modo como delimitam suas escalas espaciais, fazendo-os refletir sobre o foco exclusivo nas fronteiras nacionais. Entre as abordagens variantes apontadas por Sebastian Conrad, a mais promissora se baseia no conceito de integração, propondo uma análise da conectividade. Partido desses apontamentos, este dossiê almeja promover um diálogo acerca da integração através de artigos que discutam movimentos internacionalistas nos séculos XIX e XX.

Conforme Perry Anderson abordou em seu “breviário” sobre internacionalismo, o modo como este termo foi formulado nos últimos dois séculos esteve relacionado com as diferentes concepções de nacionalismo. Ora eram tidos como antagonistas, ora como complementares. Para além de uma dicotomia, este dossiê visa, a partir da análise de movimentos internacionalistas, refletir sobre a aplicação de termos como nação, império, mundo, global e internacional e assim discutir a virada espacial no campo da história. A ideia de internacionalismo cultural, criada por Akira Iriye, Glenda Sluga e Patricia Clavin, identifica um “novo internacionalismo”, incorporando os movimentos liberais, instituições, como a Liga das Nações, a Organização Internacional do Trabalho, a Organização Mundial da Saúde, Banco Mundial, e movimentos e ativismos feministas, anticoloniais ou ainda religiosos.

Sendo assim, este dossiê busca reunir artigos que questionem:

  • Através de quais identidades, grupos e redes o pensamento internacionalista emergiu? 
  • Como movimentos e mobilizações se tornaram internacionais?
  • Quão inclusivo ou exclusivo eram as diferentes visões internacionalistas?
  • Quais tipos de conhecimentos os movimentos internacionalistas criaram ou reconfiguraram?
  • Quais as circunstâncias políticas, econômicas, sociais e culturais que tornaram possível o ativismo e pensamento internacionalista?
  • Como os termos integração, internacional e mundial foram acionados por diferentes instituições e movimentos internacionalistas?
  • De que modo a história global contribui para o estudo dos movimentos internacionais?