Das Amoreiras a Santa Tereza: Vieira da Silva e suas obras

Luciene Lehmkuhl

Resumo


A vivência do casal Maria Helena Vieira da SilvaArpad Szenes no Brasil (1940 a 1947) é apontada pela literatura como um interregno na produção plástica de cada um dos artistas, sendo com frequência, o período passado no país, referenciado como de grandes dificuldades de inserção no meio artistico. Este texto reflete acerca da produção plástica de Vieira de Silva, mo seu"período brasileiro", apontando sobretudo as soluções por ela encontradas para dar continuidade a sua produção artistica em meio às dificuldades do exílio. Estas soluções perpassam questões de ordem temática (referentes aos motivos pintados que se transformam consideravelmente), técnica ( esboços em papel, guaches e desenhos em pequeno formato se proliferam) e pictórica (a cor, a luz, as linhas e composição) e são percebidas na apreciação da obras.


Palavras-chave


Arte; Portugal; Brasil

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7976.2008v15n19p151

Direitos autorais 2019 Luciene Lehmkuhl

Esboços: histórias em contextos globais - ISSN da versão impressa 1414-722x (cessou em 2008) e ISSN eletrônico 2175-7976 - Florianópolis - SC - Brasil