Narrativas sobre a Conjuração Mineira: Pedro Américo, Portinari, João Câmara e Joaquim Pedro

Autores

  • Maraliz Castro Vieira Christo Universidade Federal de Juiz de Fora

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7976.2008v15n19p95

Palavras-chave:

Conjuração Mineira, Pedro Americo, Portinari, João Câmara, Joaquim Pedro

Resumo

Comparando-se as narrativas compostas por artistas diferentes em peródos igualmente diversos sobre a Conjuração Mineira, buscou-se salientar as especificidades de cada uma, assim como o diálogo que estabelecem. Privilegiou-se a obra de Pedro Americo, o primeiro a expor o esquartejamento do herói, e seguiu-se, cotejando-a com as posteriores. Pedro americo, Portinari, João Câmara e Joaquim Pedro, ao se colocarem o problema das relações entre colônia e metrópole, intelectuais e revolução, herói e povo, responderam a questões específicas dos respectivos contextos de produção e suas obras.

Biografia do Autor

Maraliz Castro Vieira Christo, Universidade Federal de Juiz de Fora

Professora de História da Arte

Downloads

Publicado

2008-03-21

Edição

Seção

Dossiê