Fabula, monumentum e a fundação de Roma no prefácio de Tito Lívio (6-9)

Autores

  • Moisés Antiqueira Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7976.2009v16n22p151

Palavras-chave:

Historiografia, Roma Antiga, Tito Lívio

Resumo

Tito Lívio, no prefácio aos Ab urbe condita libri que compôs, exprimiu algumas considerações quanto à natureza dos fatos referentes à fundação da cidade de Roma. O objetivo deste trabalho é discutir a maneira pela qual Tito Lívio, ao manipular os conceitos de fabula e monumentum, defrontou-se com os obstáculos que se impunham àqueles que almejassem investigar as origens de Roma.

Biografia do Autor

Moisés Antiqueira, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - Universidade de São Paulo

Doutorando e mestre em História Social pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - Universidade de São Paulo (FFLCH/USP). Desenvolve pesquisas versadas na área de História Antiga, sobretudo história política e social de Roma e historiografia, sob orientação da Profa. Dra. Maria Luiza Corassin.

Downloads

Publicado

2010-11-23

Edição

Seção

Artigo