A luta da família de Arno Preis pela verdade e por reparação: contribuição aos estudos a respeito dos mortos e desaparecidos da ditadura

Autores

  • Reginaldo Benedito Dias Universidade Estadual de Maringá (PR)
  • Elaine Bogo Pavani

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7976.2011v18n26p153

Palavras-chave:

Arno Preis, Mortos e desaparecidos, Ditadura militar brasileira, Ação Libertadora Nacional (ALN), Movimento de Libertação Popular (Molipo)

Resumo

Este artigo analisa a luta da família de Arno Preis, militante de esquerda morto pela ditadura militar em 1972, pela verdade histórica e por reparação. Enterrado como indigente, seu nome integrou a lista dos mortos e desaparecidos da ditadura. Somente mais de duas décadas depois de sua morte, seu corpo foi identificado e sepultado com dignidade. A família prosseguiu sua luta pelo restabelecimento da verdade sobre as condições de sua morte e resgate sobre o significado de sua militância, que foi traduzida em requerimento por responsabilização do Estado e por reparação.

Biografia do Autor

Reginaldo Benedito Dias, Universidade Estadual de Maringá (PR)

Professor do Dep. de História da Universidade Estadual de Maringá. Doutor em História Política pela Universidade Estadual Paulista.

Elaine Bogo Pavani

Professora de História da Rede Privada de Ensino. Mestre em História Política pela Universidade Estadual de Maringá.

Downloads

Publicado

2011-12-02