A energia elétrica no Paraná e os primeiros estudos de viabilidade energética no rio Iguaçu (1891-1913)

Cezar Karpinski

Resumo


Neste artigo se percebe como o discurso em torno da necessidade de “iluminação” e “força” legitimou o início de uma política hidroenergética no Paraná. Da análise de algumas fontes oficiais do início do governo republicano paranaense (1904-1913), discutem-se as especulações em torno da geração e comércio de energia elétrica, principalmente para a capital Curitiba. Neste momento, surgem as primeiras ações para implementação de hidrelétricas no rio Iguaçu, o que inaugurou uma prática que se intensificaria ao longo do Século XX, principalmente após a década de 1970, com a construção de cinco barragens ao longo do seu percurso.


Palavras-chave


Rio Iguaçu; História; Hidrelétricas

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7976.2013v20n29p49

Direitos autorais 2019 Cezar Karpinski

Esboços: histórias em contextos globais - ISSN da versão impressa 1414-722x (cessou em 2008) e ISSN eletrônico 2175-7976 - Florianópolis - SC - Brasil