Santa Afro Catarina: acervo digital e Educação Patrimonial

Autores

  • Andréa ferreira Delgado UFSC
  • Beatriz Gallotti Mamigonian Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/2175-7976.2014v21n31p86

Palavras-chave:

Acervo digital, Diáspora africana, Educação patrimonial, Ensino de história, Espaço urbano

Resumo

A reflexão sobre a constituição de um acervo de documentos acerca da presença de africanos e afrodescendentes na Ilha de Santa Catarina para o website “Santa Afro Catarina” é o foco desse artigo. No Programa Santa Afro Catarina, o trabalho com documentos históricos no ofício do historiador e na produção do conhecimento histórico escolar foi articulado a uma proposta de Educação Patrimonial. Composta por um conjunto de projetos que procuram ressignificar o espaço urbano e propor novas abordagens para o ensino da História local e o turismo cultural, a proposta se baseia em tramas históricas constituídas por pesquisa, que dão visibilidade ao protagonismo de homens e mulheres, escravos e libertos de origem africana, numa gama de experiências individuais e coletivas.

Biografia do Autor

Andréa ferreira Delgado, UFSC

Possui graduação em História pela Universidade Federal de Santa Maria (1990), mestrado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1994) e doutorado em História pela Universidade Estadual de Campinas (2003). Atuou de 1994 até 2008 no Centro de Pesquisa Aplicada à Educação (Cepae) da Universidade Federal de Goiás. Atualmente é professora adjunto IV da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de História, com ênfase em ensino de história e nos estudos sobre memória na sociedade contemporânea, pesquisando principalmente nos seguintes temas: memória, história escolar, patrimônio, literatura e gênero.

Downloads

Publicado

2014-06-30