Comparando e integrando: entre o crescimento econômico, a história global e a grande divergência

Marco Aurélio dos Santos

Resumo


O artigo discute o método comparativo-integrativo como ferramenta de análise de estudiosos – tais como Kenneth Pomeranz, André Gunder Frank, Jack Goldstone e John M. Hobson – ligados à perspectiva da Grande Divergência. Esses historiadores, chamados de revisionistas, criticam noções que reputam eurocêntricas sobre o crescimento econômico global entre os anos 1400 e 1800, aproximadamente. Com a comparação e a integração, os revisionistas escrutinaram os fatores holísticos que favoreceram o desenvolvimento do capitalismo histórico, apontando uma perspectiva que permite vislumbrar uma história global com amplas integrações no mundo afro-euro-asiático antes do capitalismo globalizante dos séculos XIX e XXI. Como conclusão, pode-se entender que o desenvolvimento do capitalismo histórico a partir do longo século XVI integrou múltiplos espaços do mundo afro-euro-asiático, que se condicionaram mutuamente, num processo sempre crescente de globalização das relações econômicas e de desenvolvimento de amplas redes comerciais.


Palavras-chave


Comparação; Integração; Eurocentrismo

Texto completo:

PDF

Referências


ANIEVAS, Alexander; NISANCIOGLU, Kerem. How the West Came to Rule. London: Pluto, 2015.

ARRIGHI, Giovanni. O longo século XX: dinheiro, poder e as origens do nosso tempo. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

BREWER, John. The Sinews of Power: War and the English State, 1688-1783. London: Unwin Hyman, 1989.

BRAUDEL, Fernand. A dinâmica do capitalismo. Rio de Janeiro: Rocco, 1987.

BRYANT, Joseph M. The West and the Rest Revisited: debating capitalist origins, European Colonialism, and the Advent of Modernity. Canadian Journal of Sociology, Edmonton, v. 31, n. 4, p. 403-444, 2006.

CHANDLER, Tertius; FOX, Gerald. 3000 Years of Urban Growth. New York: Academic Press, 1974.

CHANG, Ha-Joon. Chutando a escada: a estratégia do desenvolvimento em perspectiva histórica. São Paulo: Editora da Unesp, 2004.

FRANK, André Gunder. ReOrient: Global Economy in the Asian Age. Berkeley: University of California Press, 1998.

GOLDSTONE, Jack. Why Europe? The Rise of the West in the World History, 1500-1850. New York: McGraw-Hill, 2009.

HILTON, Rodney; DOBB, Maurice; SWEEZY, Paul; TAKAHASHI, Kohachiro; LEFEBVRE, Georges; HILL, Christopher; PROCACCI, Giuliano; HOBSBAUM, Eric; MERRINGTON, John. A transição do feudalismo para o capitalismo: um debate. São Paulo: Paz e Terra, 1977.

HOBSON, John M. Los orígenes orientales de la civilización de Occidente. Barcelona: Crítica, 2006.

JONES, Eric. O milagre europeu (1400-1800): contextos, economias e geopolíticas na história da Europa e da Ásia. Lisboa: Gradiva, 1987.

LANDES, David. A riqueza e a pobreza das nações: por que algumas são tão ricas e outras são tão pobres? Rio de Janeiro: Campus, 1998.

LINDEN, Marcel van der. Trabalhadores do mundo: ensaios para uma história global do trabalho. Campinas: Editora da Unicamp, 2013.

NORTH, Douglass C. Institutions, Institutional Change, and Economic Performance. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

POMERANZ, Kenneth. A grande divergência: a China, a Europa e a construção da economia mundial moderna. Lisboa: Edições 70, 2013.

SPENCE, Jonathan D. Em busca da China moderna: quatro séculos de história. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

TOMICH, Dale. Pequenas ilhas e grandes comparações. In: TOMICH, Dale. Pelo prisma da escravidão: trabalho, capital e economia mundial. São Paulo: Editora da Edusp, 2011. p. 151-168.

VILLELA, André. As origens da grande divergência: uma sistematização do debate acerca da ascensão do Ocidente. História Econômica & História das Empresas, v. XII, n. 2, p. 129-168, 2009.

VRIES, Peer. State, Economy, and the Great Divergence: Great Britain and China, 1680’s-1850’s. London: Bloomsbury, 2015.

VRIES, Peer. Are Coal and Colonies Really Crucial? Kenneth Pomeranz and the Great Divergence. Journal of World History, Hawaii, v. 12, n. 2, p. 407-446, 2001.

WALLERSTEIN, Immanuel. El moderno sistema mundial: la agricultura capitalista y los orígenes de la economía-mundo europea en el siglo XVI. Madrid: Siglo XXI, 1991.




DOI: https://doi.org/10.5007/2175-7976.2020.e66871

Direitos autorais 2020 Marco Aurélio dos Santos

Esboços: histórias em contextos globais - ISSN da versão impressa 1414-722x (cessou em 2008) e ISSN eletrônico 2175-7976 - Florianópolis - SC - Brasil