Blumenau nas enchentes de 1983 e 1984 e o imaginário da “cidade do trabalho”

Méri Frotscher

Resumo


O artigo trata da problemática de como o corriqueiro discurso acerca da “laboriosidade germânica” se apropria do fenômeno catastrófico das enchentes de 1983 e 1984, para mostrar a “capacidade de reconstrução” e “operosidade” do “povo blumenauense”. Este discurso identifica o blumenauense como herdeiro do pioneirismo dos colonos alemães do século passado, que fundaram a cidade.

Palavras-chave


Blumenau; Enchentes; Reconstrução; Germanidade; Laboriosidade; Imaginário; Representação

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2019 Méri Frotscher

Esboços: histórias em contextos globais - ISSN da versão impressa 1414-722x (cessou em 2008) e ISSN eletrônico 2175-7976 - Florianópolis - SC - Brasil