Do valor da vida senciente e autoconsciente

Autores

  • Milene Consenso Tonetto

DOI:

https://doi.org/10.5007/%25x

Resumo

O objetivo principal deste trabalho é analisar a posição assumida por Peter Singer em relação à questão do valor da vida dos seres humanos e não-humanos. Reconstruo, primeiramente, a argumentação desenvolvida por Singer no artigo Animals and Value of Life no qual questiona se é moralmente correto tirar a vida de animais para fins de nutrição ou experimentação. Analiso, em segundo lugar, diferentes posições, a saber: algumas tradições religiosas; os filósofos clássicos: René Descartes e Jeremy Bentham; os filósofos contemporâneos: Tom Regan e Michael Tooley; as filósofas feministas: Nel Noodings e Carol Gilligan. Finalmente, avalio criticamente o conceito de pessoa utilizado por Singer e sua posição em relação aos animais não-humanos.

Biografia do Autor

Milene Consenso Tonetto

Possui graduação (Bacharelado e Licenciatura) em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004), Mestrado (2006) e Doutorado (2010) em Filosofia pela mesma instituição. Em 2009, fez estágio doutoral (sanduíche) na Michigan State University (USA), sob orientação de Frederick Rauscher. Tem experiência na área de Ética e Filosofia Política, atuando principalmente nos seguintes temas: Habermas, ética discursiva, Kant, direitos humanos e fundamentação do direito.

Downloads

Publicado

2004-01-01

Edição

Seção

Artigos