A ética do aborto além da questão do direito

Autores

  • Rafael Rodrigues Pereira Professor adjunto de filosofia na Ufg - Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5007/1677-2954.2018v17n1p41

Palavras-chave:

aborto, direitos, valor do embrião, Ética do Cuidado, Ética das Virtudes

Resumo

O debate sobre o aborto tende a se concentrar no paradigma dos direitos, opondo, em geral, os direitos do feto aos da mãe. Este artigo pretende explorar questionamentos éticos que vão além deste paradigma. Nos concentraremos em três pontos principais: a atribuição de valor ao embrião no útero; a abordagem da Ética do Cuidado, centrada nas conexões significativas; e a abordagem da Ética das Virtudes.


Biografia do Autor

Rafael Rodrigues Pereira, Professor adjunto de filosofia na Ufg - Universidade Federal de Goiás

Departamento: filosofia. Área: ética (com especial interesse nas éticas de Aristóteles, Kant e nas Éticas das Virtudes contemporâneas).

Desde 2015 desenvolve um projeto de pesquisa sobre as Éticas das Virtudes e a Ética do Cuidado como propostas alternativas às éticas deontológicas e consequencialistas. Seus interesses incluem a importância da noção de identidade pessoal para a ética; a discussão sobre egoísmo e altruísmo nas éticas eudaimônicas; a crítica ao reducionismo científico na ética; o problema do determinismo e da responsabilidade moral face aos avanços da neurociência; o conceito de felicidade e suas implicações éticas.epartamento: filosofia. Área: ética (com especial interesse nas éticas de Aristóteles, Kant e nas Éticas das Virtudes Contemporâneas)

Referências

ARISTÓTELES. Nichomachean Ethics (tradução de Roger Crisp). Cambridge: Cambridge University Press, 2004.

DWORKIN, R. O Domínio da Vida. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

ELLIOT, C. Slow Cures and Bad Philosophers: Essays on Wittgenstein, Medicine, and Bioethics. Durham: Duke Universiy Press, 2001.

GATENS-ROBINSON, E. “A Defense of Women’s Choice: Abortion and the Ethics of Care”. IN: The Southern Journal of Philosophy, Vol. 30, N. 3, 1992.

GENSLER, H. “O Argumento da Regra de Ouro Contra o Aborto”. IN: GALVÃO, P. (org). A Ética do Aborto. Lisboa: Dinalivro, 2005.

HARE, R. M. “Abortion and the Golden Rule”. IN: Philosophy and Public Affairs, Vol. 4, N. 3, pp 201-222, 1975.

HURSTHOUSE, R. “Virtue Theory and Abortion”. IN: Philosophy and Public Affairs, Vol. 20, N. 3, pp 223-246, 1991.

FRIAS, L. A Ética do Uso e da Seleção de Embriões. Florianópolis: Editora UFSC, 2012.

LINDEMMAN, H. Damaged Identities, Narrative Repair. Ithaca: Cornell University Press, 2001.

MCMAHAN, J. A Ética no Ato de Matar. Porto Alegre: Artmed Editora, 2011.

SARMENTO, D. “Legalização do Aborto e Constituição”. IN: Revista de Direito Administrativo. Vol. 240, pp 43-83, 2005.

SCHECHTMAN, M. Staying Alive. Oxford: Oxford University Press, 2014.

SINGER, P. Ética Prática. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

TAYLOR, C. Philosophical Papers II - philosophy and the human sciences. Cambridge: Cambridge University Press, 1985.

TOOLEY, M. “Aborto e Infanticídio”. IN: GALVÃO, P. (org). A Ética do Aborto. Lisboa: Dinalivro, 2005.

URMSON, J. Aristotle’s Ethics. Cambridge: Blackerll Publishers, 1995.

Downloads

Publicado

2018-10-05

Edição

Seção

Artigos