O gênero conto para a promoção da consciência racial e para o estímulo da leitura e da escrita: uma experiência extensionista

Autores

  • Ani Carla Marchesan Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Matheus Eduardo Borsa Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Marina Mueller Universidade Federal da Fronteira Sul

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2021.e73092

Palavras-chave:

Gênero Conto, Consciência Negra, Compreensão Leitora, Produção Escrita

Resumo

Este trabalho, de cunho descritivo, objetiva apresentar os resultados alcançados com a aplicação do projeto “Anansi, a aranha e outros contos”, desenvolvido pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência, subprojeto Interdisciplinar da UFFS-Chapecó. O projeto, executado em 2017, no quarto ano de uma escola estadual de Chapecó-SC, objetivou: promover a consciência racial, trabalhar o gênero conto e contribuir na formação de leitores e escritores. A metodologia foi a de contação de história, seguida de atividades de compreensão, estudo do gênero conto e elaboração de livro de contos. Os resultados demonstram que práticas extensionistas, como as descritas aqui, impactam na formação dos alunos que recebem o projeto e na formação dos graduandos que aplicam o projeto e podem articular a teoria vista na universidade com a prática da sala de aula. Considera-se, portanto, que as ações empreendidas foram transformadoras nas práticas de todos os envolvidos no projeto.

Biografia do Autor

Ani Carla Marchesan, Universidade Federal da Fronteira Sul

Doutorado em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina (2012). Professora Adjunta da Universidade Federal da Fronteira Sul.

Matheus Eduardo Borsa, Universidade Federal da Fronteira Sul

Acadêmico do curso de Licenciatura em História da Universidade Federal da Fronteira Sul.

Marina Mueller, Universidade Federal da Fronteira Sul

Mestranda do Programa de Pós-graduação em Estudos Linguísticos da Universidade Federal da Fronteira Sul.

Referências

ALMEIDA, Silvio. Racismo estrutural. São Paulo: Sueli Carneiro, Pólen, 2019.

ANANSI: o velho sábio. Tradução de Jean-Claude Götting. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 2007.

AUSUBEL, David P., NOVAK, Joseph D., HANESIAN, Helen. Psicologia educacional. Tradução Eva Nick. Rio de Janeiro: Interamericana , 1980.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos: Língua Portuguesa. Brasília: MECSEF, 1998.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais 1ª a 4ª séries: Língua Portuguesa. Brasília: MEC, 1997.

CAMBRUSSI, Morgana F.; DIONIZIO, Alice R.; POPIOLSKI, Amanda. Bonecas Abayomi na sala de aula: uma proposta educativa para a promoção de relações étnico-raciais e para a escrita de diários de viagem. Revista Querubim, Niterói, v.4, n. 33, v. 4, p. 43-50, 2017.

CAVALLEIRO, Eliane. O racismo e o anti-racismo na escola: repensando nossa escola. São Paulo: Selo Negro, 2001.

DAGA, Aline Cassol et al. Iniciação à docência: discussões sobre planejamento e práticas do PIBID Letras. In: CORÁ, Élsio José; LEITÃO, Leonardo Rafael Santos (org.). O PIBID no percurso formativo: relatos de diferentes experiências. Tubarão: Copiart, 2019. p. 99-114.

GERALDI, João Wanderley. A produção de textos. In: GERALDI, João Wanderley. Portos de passagem. 4.ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997. p. 135-165.

GERALDI, João Wanderley. O texto na sala de aula. 4. ed. São Paulo: Ática, 2006.

GOMES, Nilma L. Relações étnico-raciais, educação e descolonização dos currículos. Currículo sem Fronteiras, v. 12, n. 1, p. 98-109, Jan/Abril 2012.

GOTLIB, Nádia Battela. Teoria do conto. São Paulo: Ática, 1990.

KLEIMAN, Ângela. Texto & Leitor: Aspectos cognitivos da leitura. 16.ed. Campinas: Pontes, 2016.

MORAIS, José. Criar leitores: para professores e educadores. Barueri: Manole, 2013.

MIRANDA, Claudia. Currículos decoloniais e outras cartografias para a educação das relações étnico-raciais: desafios político-pedagógicos frente a Lei nº 10.639/2003. Revista da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), [s.l.], v. 5, n. 11, p. 100-118, out. 2013.

MOREIRA, Adilson. Racismo Recreativo. São Paulo: Sueli Carneiro, Pólen, 2019.

MOURA, Patrícia Maria de; ROCHA JÚNIOR, Severino Fernando da. O Conto em sala de aula. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, III., 2016, Natal. Anais [...]. Natal, 2016. p.11.

PINHO, Sandra Raquel Neves. O desenvolvimento da compreensão leitora através do conto. 2010. Dissertação (Mestrado em Ensino do Português) - Faculdade de Letras da Universidade do Porto, Porto, 2010.

SAUER, Maristel. Leitura e recontação de textos africanos. Cadernos PDE. Ponta Grossa: Gov. Estado do Paraná, 2014.

SPAGNOL, Maria Inês de Souza; MELO, José Joaquim Pereira. Leitura e compreensão textual do gênero conto: um desafio aos 6º anos do Ensino Fundamental da EJA. Cadernos PDE. Ponta Grossa: Gov. Estado do Paraná, 2013.

SOUZA, Renata J. de.; FEBA, Berta Lúcia T. Gêneros textuais na formação de leitores: a circulação do conto e da narrativa longa no oeste paulista. In: SIGET, V., 2009, Caxias do Sul. Anais [...]. Caxias do Sul, 2009. p. 1-12.

Downloads

Publicado

2021-04-28