Fotoeducação na prevenção do câncer de pele: relato de experiência

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2021.e75546

Palavras-chave:

Câncer de Pele, Crianças, Escolas Públicas, Fotoeducação, Educação em Saúde

Resumo

Introdução: A campanha de fotoeducação, por meio da interação dialógica entre os atores sociais (universidade e escola), pode ser o primeiro passo para o estabelecimento de uma política de educação em saúde. A equipe de saúde da Farmácia Universitária da Universidade Federal do Rio de Janeiro vem desenvolvendo atividades em escolas públicas do município do Rio de Janeiro para a promoção da saúde por meio da educação. Objetivo: compilar e divulgar as atividades do projeto de extensão da Farmácia Universitária da Universidade Federal do Rio de Janeiro em escolas públicas da cidade do Rio de Janeiro. Metodologia: Um levantamento bibliográfico sobre fotoeducação foi realizado e as informações obtidas foram repassadas para graduandos do curso de pintura da Universidade Federal do Rio de Janeiro que participaram de sessões de orientação acerca das ações e, então, elaboraram atividades lúdicas para alunos daquelas escolas. Resultados: Foram realizadas duas campanhas com 75 participantes no total. Considerações finais: As atividades realizadas foram um instrumento de disseminação do conhecimento e possibilitaram acesso à informação aos alunos que participaram do processo, tornando-os transmissores de conhecimento em suas comunidades. Alunos de graduação e pós-graduação foram protagonistas em seu processo formativo e adquiriram responsabilidade social pela inserção das atividades de educação em saúde.

Biografia do Autor

Julia Victória Azevedo Costa, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Aluna de graduação do curso de Farmácia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e bolsista do Programa Institucional de Fomento Único de Ações de Extensão (PROFAEX) da UFRJ.

Luis Phillipe Nagem Lopes, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Aluno de graduação do curso de Farmácia da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Luiz Eduardo Fileto Caldeira, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Aluno de graduação do curso de Pintura da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Bolsista do Programa Institucional de Fomento Único de Ações de Extensão (PROFAEX) da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Zaida Maria Faria de Freitas, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Farmacêutica da Farmácia Universitária da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Doutora em Fármacos e Medicamentos pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo. Professora do quadro permanente do curso de Mestrado Profissional Ciência e Tecnologia Farmacêutica (CTECFAR), da Faculdade de Farmácia da UFRJ.




 

Mariana Sato de Souza de Bustamante Monteiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutorado em Ciências de Polímeros pelo Instituto de Macromoléculas Professora Eloisa Mano. Professora adjunta da Faculdade de Fármacia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Tutora do Programa de Educação Tutorial (PET) da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Co-responsável pelo Programa Farmácia Universitária da UFRJ.

 

Márcia Maria Barros dos Passos, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutorado em Saúde Coletiva pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Professora de Farmácia Hospitalar e Farmacovilângia do Departamento de Medicamentos da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. 

Dalila dos Santos Cerqueira Pinto, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutorado em Artes Visuais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Diretora Adjunta de Extensão da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professora de Desenho do Departamento de Análise da Forma.

Elisabete Pereira dos Santos, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutorado em Química Orgânica pelo Instituto Militar de Engenharia. Professora de Dermocosméticos do Departamento de Fármacos e Medicamentos da Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Coordenadora do Programa de Extensão Farmácia Universitária.

Referências

ARAÚJO, M. G., CASSIANO, A.N.; HOLANDA, C.S.M.; MOREIRA, P.V.S.Q.; GIOVANNINI, P.E. Educação em saúde no ensino infantil: metodologias ativas na abordagem da ação extensionista. Revista de Enfermagem UFPE on line, v. 7, n. 1, p. 306-13, 2013.

BATISTA, T. et al. Avaliação dos cuidados de proteção solar e prevenção do câncer de pele em pré-escolares. Revista Paulista de Pediatria, v. 31, n. 1, p. 17-23, 2013.

BISCARDE, D. G. dos S.; PEREIRA-SANTOS, M.; SILVA, L. B.. Formação em saúde, extensão universitária e Sistema Único de Saúde (SUS): conexões necessárias entre conhecimento e intervenção centradas na realidade e repercussões no processo formativo. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, v. 18, p. 177-186, 2014.

BOND, C. A.; RAEHL, C. L.; FRANKE, T. Medication errors in United States hospitals. Pharmacotherapy: The Journal of Human Pharmacology and Drug Therapy, v. 21, n. 9, p. 1023-1036, 2001.

BRICEÑO-LEÓN, R.. Siete tesis sobre la educación sanitaria para la participación comunitaria. Cadernos de Saúde pública, v. 12, n. 1, p. 7-30.

BRITO, L. F. S.; CAMARGO, J. G.; SANTOS, V. F.; PIRES, C. R. F.; SOUSA, D. N.; KATO, H. C. A. Metodologias lúdicas e educação alimentar e nutricional para promover o consumo de pescado em escolares. Extensio: R. Eletr. de Extensão, Florianópolis, v. 16, n. 34, p. 126-142, 2019.

CONSENSO BRASILEIRO DE FOTOPROTEÇÃO, 1 ed., 2014, Rio de Janeiro. Anais Brasileiros de Dermatologia, Rio de Janeiro: SBD, 89 (6):1, 2014

DA SILVA, L. R.; DO CARMO FRANÇA-BOTELHO, A.. Proteção solar para crianças: estudo preliminar sobre conhecimentos e atitudes dos pais. Ciência & Saúde, v. 4, n. 1, p. 2-6, 2011.

DE CEBALLOS, A. G. da C. et al. Exposição solar ocupacional e câncer de pele não melanoma: estudo de revisão integrativa. Revista Brasileira de Cancerologia, v. 60, n. 3, p. 251-258, 2014.

DE MEDEIROS, E. R. et al. O cuidado à criança na educação infantil: um relato de experiência. Revista Científica de Enfermagem, v. 6, n. 16, p. 32-47, 2016.

DE SOUZA, M. M. A. et al. A inserção do lúdico em atividades de educação em saúde na creche-escola Casa da Criança, em Petrolina-PE. Revista de Educação do Vale do São Francisco-REVASF, v. 1, n. 1, p. 39 a 49, 2010.

DIEPGEN, TL1 et al. Occupational skin cancer induced by ultraviolet radiation and its prevention. British Journal of Dermatology, v. 167, p. 76-84, 2012.

FÓRUM DE PRÓ-REITORES DE EXTENSÃO DAS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR BRASILEIRA (FORPROEX). Política Nacional de Extensão Universitária. Porto Alegre: UFRGS/Pró-Reitoria de Extensão, 2012.

FORTUNATO, I.; TEICHNER, O. T. Refletindo sobre a gameficação e suas possibilidades na educação. Revista Brasileira de Iniciação Científica, v. 2, n. 3, 2015.

GONÇALVES, F. D. et al. A promoção da saúde na educação infantil. Interface-Comunicação, Saúde, Educação, v. 12, n. 24, p. 181-192, 2008.

INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER (INCA), Câncer de pele não melanoma, 2019. Disponível em:https://www.inca.gov.br/tipos-de-cancer/cancer-de-pele-nao-melanoma>. Acesso em: 17 de abr. de 2019.

MOURA, J. B. V. S. et al. Perspectiva da epistemologia histórica e a escola promotora de saúde. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, v. 14, n. 2, p. 489-501, 2007.

OPS. ORGANIZAÇÃO PANAMERICANA DE SAÚDE. Educación para la salud: un enfoque integral. Washington: OPS, 1995. (Série HSS/SILOS, n.37).

Programa Sol Amigo. [capturado em 17 abr. 2020]; Disponível em: http://www.solamigo.org.

REIS, D. O. et al. Políticas Públicas de Saúde: Sistema Único de Saúde. 2018. Disponível em: https://www.unasus.unifesp.br/biblioteca_virtual/esf/2/unidades_conteudos/unidade04/unidade04.pdf. Acesso em 14 de fev. de 2021.

SANTOS, S. S. A integração do ciclo básico com o profissional no Curso de Graduação em Medicina: uma resistência exemplar. Rio de Janeiro: Papel & Virtual, 2005.

SCHALKA, S.; STEINER, D.; RAVELLI, F.N.; STEINER, T.; TERENA, A.C.; MARÇON, C.R. Brazilian Consensus on Photoprotection. Anais Brasileiro Dermatologia. V. 89, v. 6 Suppl 1:S6-73, 2014.

THOONEN, K; OSCH, L.V.; VRIES, H.; JONGEN, S.; SCHNEIDER, F. Are Environmental Interventions Targeting Skin Cancer Prevention among Children and Adolescents Effective? A Systematic Review. Int J Environ Res Public Health. V. 14, v. 17 Suppl. 2:529, 2020.

Downloads

Publicado

2021-04-28