Estudo da maratona de cálculo como intervenção para o elevado índice de retenção em Cálculo I

Autores

  • Leonardo Moreto Elias Universidade Federal de Santa Catarina
  • Luana Aparecida Gomes Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1807-0221.2021.e80394

Palavras-chave:

Cálculo Diferencial e Integral, Jogos Matemáticos, Maratona de Cálculo

Resumo

As taxas de retenção em Cálculo Diferencial e Integral são um problema do ensino superior que se destaca diante de outras disciplinas da graduação e prejudica a formação de profissionais das exatas. Nesse ínterim, com o objetivo de incentivar o seu estudo, criou-se o projeto Maratona de Cálculo, uma competição matemática em que estudantes se desafiam na resolução de derivadas de funções de uma variável. Este artigo apresenta uma análise quali-quantitativa acerca da implementação do projeto desenvolvido entre 2016 e 2019 na Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico de Joinville. Para tanto, foram realizadas análises a partir do formulário de inscrição do evento, aplicação de um questionário para matriculados em disciplinas relacionadas a Cálculo e entrevistas com participantes. Por fim, o projeto mostrou-se eficaz no desenvolvimento lógico e de competências dos estudantes, além de contribuir para a criação de uma universidade mais saudável.

Biografia do Autor

Leonardo Moreto Elias, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutor em Matemática pelo programa de pós-graduação da Universidade Federal do Paraná. Graduado em Licenciatura em Matemática e Mestre em Matemática pela mesma universidade, com tese na área de Análise Convexa. Atualmente é parte do corpo docente permanente do Departamento de Engenharias da Mobilidade da Universidade Federal de Santa Catarina, Campus Joinville. 

Luana Aparecida Gomes, Universidade Federal de Santa Catarina

Graduanda em Engenharia Mecatrônica pela Universidade Federal de Santa Catarina - Centro Tecnológico de Joinville. Técnica em Manutenção e Suporte em Informática pelo Instituto Federal de Mato Grosso. 

Referências

BARUFI, M. C. B. A Construção/ Negociação de Significados no Curso Universitário Inicial de Cálculo Diferencial e Integral. São Paulo, 1999 - Tese de doutorado.

ELIAS, L. M. Maratona de Cálculo da UFSC Joinville, 2020. Site do projeto Maratona de Cálculo. Disponível em: http://maratonadecalculo.paginas.ufsc.br. Acesso em: 05/08/2020

FRAGELLI, R. Rei da Derivada, 2020. Site do projeto Rei da Derivada. Disponível em: http://www.reidaderivada.com/. Acesso em: 3, março 2020.

GRANDO, R. C. O jogo na educação: aspectos didático-metodológicos do jogo na educação matemática. Unicamp, 2001 apud MOTA, P.C.C.L.M.(2009). Jogos no ensino da Matemática. (Dissertação de Mestrado), Universidade Portucalense, Portugal.

PEREIRA, V. M. C. Cálculo no Ensino Médio: Uma proposta para o problema da variabilidade. Dissertação (Mestrado em Ensino de Matemática) – Instituto de Matemática, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009

PONTES, P. C.; RIBEIRO, M. S. S.; PEREIRA, M. J; FONSECA, M. C. P.; FONSECA; M. L. P. A Relação do Conhecimento de Cálculo I no Desempenho e Conclusão dos Cursos de Engenharia Um Estudo de Caso no Curso de Alimentos. COBENGE, 2012.

RAFAEL, R. C. Cálculo Diferencial e Integral: um estudo sobre estratégias para redução do percentual de não aprovação. Juiz de Fora (MG); Abril, 2017. Dissertação.

SANTOS, A. P.; RIOS, J.R.T.; NASCIMENTO, C. A Evasão e a Retenção no Ciclo Básico dos Cursos de graduação em Engenharia da Escola de Minas da Universidade Federal de Ouro Preto. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

SANTOS, A. P.; RIOS, J.R.T. ; NASCIMENTO, C. . Estudo da Evasão e da Retenção nos Cursos de graduação em Engenharia da Escola de Minas da Universidade Federal de Ouro Preto. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Downloads

Publicado

2021-12-16