A idéia de causalidade na Física Clássica

Roberto Leon Ponczek

Resumo


Procura-se extrair um conceito de causalidade, através das histórias
da Filosofia e da Física, caracterizando a sua evolução. Enfatiza-se a
transformação desse conceito com a mecânica newtoniana no qual a
força é causa transcendente e não mais imanente como julgavam,
ainda sob influência escolástica, Leibniz e Descartes, e seu efeito não
mais o movimento em si, mas sim a sua mudança. Com alguns
exemplos simples, apresenta-se a célebre polêmica entre racionalistas
e empiristas acerca da prioridade ou posteridade do conceito de
causalidade e, finalmente, questiona-se a possibilidade de as leis da
mecânica newtoniana, que estabelecem um vínculo causal entre força
e aceleração, poderem ser imediatamente estabelecidas pelos
sentidos, reforçando-se a tese kantiana de que a causalidade é uma
categoria a priori do entendimento ou segundo Spinoza, um princípio
ontológico da natureza.

Palavras-chave


Causalidade, sincronização, racionalismo, categorias do entendimento, empirismo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

 


Cad. Bras. Ens. Fís. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil - - - eISSN 2175-7941 - - - está licenciada sob Licença Creative Commons
> > > > >