Vogais nasais do francês: observações sobre falantes nativos e aprendizes de FLE

Autores

  • Izabel Christine Seara UFSC
  • André Rutigliani Berri UFSC

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8412.2009v6n1p91

Palavras-chave:

Vogais nasais francesas, Aprendizes de francês língua estrangeira, Análises acústicas

Resumo

Neste estudo, é apresentada uma análise acústica da produção de vogais nasais francesas por falantes nativos e por aprendizes de francês como língua estrangeira (FLE). Tal pesquisa constitui-se de uma análise qualitativa, haja vista o número restrito de vogais examinadas, mas já é possível mostrar que os dados exibidos pelos aprendizes de FLE são mais próximos das vogais nasais do PB, apresentando também variantes que não estão presentes nem no sistema sonoro do francês nem do PB. As produções dos não nativos representam um espaço acústico menos compacto se comparado ao espaço acústico das vogais nasais do francês.

Biografia do Autor

Izabel Christine Seara, UFSC

Doutora em Lingüística pela UFSC Professora Adjunto III da UFSC, atuando no Departamento de Língua e Literatura Vernáculas  (CCE) na Graduação e no Programa de Pós-Graduação em Lingüística (PGL) do CCE.

André Rutigliani Berri, UFSC

Doutorado em Fonética Aplicada pela Universidade de Ciências Humanas de Strasbourg (2001). Professor da UFSC, atuando no Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras  (CCE) na Graduação e no Programa de Pós-Graduação em Lingüística (PGL) do CCE.

Downloads

Publicado

2010-02-23

Edição

Seção

Artigo