Estrutura linguística e estrutura conceitual: interpretação escalar de um subevento causal

Autores

  • Morgana Fabiola Cambrussi Universidade Federal da Fronteira Sul

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8412.2017v14n1p1735

Palavras-chave:

Causatividade, Verbos de modo de movimento, Verbos de movimento direcionado, Verbos de mudança de estado

Resumo

Este trabalho propõe uma pesquisa em torno da simetria de comportamento verificada entre verbos de movimento direcionado e verbos de mudança de estado. O estudo levantará a ‘causatividade’ como um elemento-chave, responsável pela participação desses predicadores verbais em processos de alternância, como a alternância causativa. Além disso, será proposto que o operador causal está primitivamente atrelado à ideia de mudança (de estado e de localização espacial) e de distribuição escalar dessa mudança, o que demandaria a inserção do operador na representação lexical dos itens integrantes dessas duas classes, as quais compartilhariam ‘causatividade’, uma propriedade de estrutura semântica, contrastando com os verbos de modo de movimento.

Biografia do Autor

Morgana Fabiola Cambrussi, Universidade Federal da Fronteira Sul

Doutora em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina. Pesquisadora da área de Semântica Lexical. Docente da Universidade Federal da Fronteira Sul, da Graduação em Letras e do Mestrado em Estudos Linguísticos.

Downloads

Publicado

2017-03-01

Edição

Seção

Artigo