Gênero e possessivos em português língua estrangeira

Autores

  • Diocleciano Nhatuve Universidade do Zimbabwe (UZ) Universidade de Coimbra (UC)

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-8412.2018v15n2p3043

Palavras-chave:

Gênero, Possessivos, Concordância nominal em PLE, Uso do feminino

Resumo

O objetivo deste artigo é de descrever a concordância nominal de gênero entre os possessivos e os nomes em Português Língua Estrangeira. Analisam-se SNs, em que os possessivos apresentam anomalias de concordância, escritos por estudantes de Português na Universidade do Zimbabwe. Este grupo de estudantes apresenta um conhecimento linguístico prévio de Shona e de Inglês, sistemas diferentes do Português, o que propicia a ocorrência de desvios. O estudo baseia-se nas teorias de variação linguística e de ensino aprendizagem de línguas, por oferecerem explicações para a ocorrência de desvios na aquisição de línguas não maternas. O estudo, basicamente qualitativo, indica que os estudantes, distanciando-se do PB, usam os possessivos antecedidos por artigos definidos. Ademais, a tendência geral de uso do masculino na concordância nominal, com o possessivo, é substituída pelo uso do feminino, aspecto resultante do estabelecimento da concordância em função do gênero biológico.

Biografia do Autor

Diocleciano Nhatuve, Universidade do Zimbabwe (UZ) Universidade de Coimbra (UC)

Nacional de Moçambique

Doutoranto em Língua Portuguesa: Investigação e Ensino (Universidade de Coimbra)

Leitor de Português na Universidade do Zimbabwe

Mestre em Ciências da Linguagem e da Comunicação (Universidade de Évora)

Licenciando em Ensino de Português (Universidade Eduardo Mondlane)

Publicado

2018-07-12

Edição

Seção

Artigo