Topônimos: enunciação e memória da identidade italiana em Cascavel, Paraná

Wânia Cristiane Beloni, Clarice Nadir von Borstel

Resumo


Os estudos onomásticos, ao se integrarem à lexicologia, evidenciam que, por meio do nome próprio, o homem expressa ideias, sentimentos e transmite valores e práticas discursivas. Observando a comunidade de Cascavel, Paraná, percebemos que o contexto da cultura italiana no município pode ser visualizado não apenas em movimentos étnicos e pelos cursos de língua, mas também por meio de nomes de lugares públicos, residenciais e comerciais. Para analisar os nomes próprios de alguns logradouros cascavelenses em relação a essa etnia, foi realizado um levantamento classificatório das designações nominais de espaços públicos, por meio do site da Prefeitura de Cascavel, com complementações de outros sites. Desenvolveu-se a pesquisa, identificando os nomes de origem étnica italiana e observando a taxonomia dos topônimos, para refletir sobre as nomeações que se relacionam de alguma forma com os italodescendentes.


Palavras-chave


Onomástica; Língua e cultura italiana; Italodescendentes

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-8412.2016v13n3p1397

Direitos autorais 2016 Fórum Linguístico

Creative Commons License

Esta publicação está regida por uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Fórum Linguístico, ISSNe 1984-8412, Florianópolis (Santa Catarina), Brasil