Estudo de visibilidade em sistemas de transmissão de energia – análise de intervenção na paisagem da Coxilha Rica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/2177-5230.2021.e67997

Palavras-chave:

Paisagem, Caminho das tropas, Poligonal de visibilidade, Acuidade visual humana, Coxilha Rica

Resumo

O Caminho das Tropas são estruturas remanescentes de importantes vias terrestres construídas e utilizadas no Brasil Colônia na região da Coxilha Rica em Santa Catarina. O objetivo principal deste trabalho foi desenvolver e aplicar um método para tomada de decisão aplicado à gestão territorial da paisagem da Coxilha Rica. O método consistiu em mapear a poligonal de visibilidade, levando em consideração a acuidade visual humana, a partir de pontos definidos como principais (fazendas históricas e corredores de taipas) e realizar análises espaciais que permitisse indicar alternativas de intervenção (inserção de sistemas de transmissão de energia elétrica) de forma a preservar o ambiente cênico da região.

Biografia do Autor

Vivian da Silva Celestino Reginato, Universidade Federal de Santa Catarina

Professora Adjunta do Departamento de Engenharia Civil da Universidade Federal de Santa Catarina

Engenheira Cartógrafa e Mestre em Sensoriamento Remoto pela UFRGS e Doutora em Engenharia Civil pela UFSC.

Possui Pós Doutorado em Modelação Geográfica e Análise Espacial pela Universidade Nova de Lisboa.

Trabalhou 12 anos como servidora da Empresa Eletrosul no cargo de Engenheira Cartógrafa.

Samuel Abati, Eletrosul Centrais Elétricas S.A.

Geógrafo pela UFSC e trabalha faz 11 anos na empresa Eletrosul como geógrafo.

Referências

ABATI, S., CELESTINO, V. S.; KUNZ, R. Complexo de PCH do rio pelotinhas - estudo de visibilidade: análise de intervenção na paisagem. Trabalho Técnico Eletrosul: Florianópolis, 2010.

BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE. Disponível em: http://regional.bvsalud.org/php/decsws.php?tree_id=G14.760&lang=PT. Acesso em: 05 jul. 2016.

CARMONA, F. M. M.; COSTA, M. F.; VENTURA, D. F.; SALOMÃO, S. R.; BARROS, P. S. M. Acuidade visual de resolução de grades pelo método dos potenciais visuais evocados de varredura: padronização da metodologia para uso em cães. Brazilian journal veterinary res. and animal science, São Paulo, v. 43, suplemento, p. 86 – 92, 2006.

CELESTINO, V. S. ; KUNZ, R ; ABATI, S. Estudo de visibilidade análise de intervenção na paisagem estudo de caso na Coxilha Rica, Lages/SC. In: XXIV Congresso Brasileiro de Cartografia e II Congresso Brasileiro de Geoprocessamento, Aracaju/SE. Anais do XXIV Congresso Brasileiro de Cartografia, v. 1. 2010.

CELESTINO, V. S. Estimativa de alcance visual humano aplicado à preservação de ambientes cênicos. Revista de Geografia e Ordenamento do Território, Lisboa, Portugal, nº11, p. 99 – 123, 2017.

ESPARTEL, L. Curso de Topografia. Porto Alegre: Editora Globo, 1965.

HERBERTS, A. L. Arqueologia do Caminho das Tropas: Estudo das estruturas viárias remanescentes entre os rios Pelotas e Canoas, SC. 2006. Tese (Doutorado em História) - Programa de Pós-Graduação em História (PPGH), Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Porto Alegre, 2006.

SILVA, J. L. Nivelamento Trigonométrico. Apostila, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS): Porto Alegre, 2010.

STOLFI, G. Percepção Visual Humana. Televisão Digital, v. 4, p. 1 – 13, 2008.

UNESCO. Convenção do Patrimônio Mundial, 1999. IPHAN., 1999: Cartas Patrimoniais. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0013/001333/133369por.pdf. Acesso em: 23 mar. 2009.

Downloads

Publicado

2021-09-03

Edição

Seção

Artigos