As contingências históricas e o ensaio precoce do que se consolidaria como o processo de internacionalização da UFSC

Autores

  • Sonia Pereira Laus UDESC

DOI:

https://doi.org/10.5007/1983-4535.2011v4nespp208

Palavras-chave:

Pós-Graduação, Universidade, Internacionalização da educação superior, Rankings Acadêmicos.

Resumo

O presente artigo apresenta uma visão geral do processo de internacionalização da Universidade Federal de Santa Catarina, com foco nas atividades desenvolvidas nos anos 1960/1970 pelo curso de pós-graduação em Administração Universitária em colaboração, principalmente com instituições latino-americanas, e tendo por fator desencadeador os acordos MEC/USAID. O estudo relaciona ainda os principaisrankings acadêmicos internacionais e seus elementos de avaliação, com ênfase no Ranking Mundial de Universidades na WEB, o Webometrics e no Ranking Ibero-Americano de Produção Científica e Internacional, ressaltando a posição da UFSC nos mesmos, concluindo com uma crítica à homogeneização proposta pelos indicadores de internacionalização ora adotada pelos organismos internacionais e pela CAPES.

Downloads

Publicado

2011-06-01

Edição

Seção

Artigos