Políticas de inclusão aplicadas na Universidade Federal de Santa Catarina: gestão social ou gestão estratégica?

Autores

  • Kátia Denise Moreira Universidade Federal de Santa Catarina
  • Mércia Pereira Universidade Federal de Santa Catarina Centro Sócio-Econômico (CSE) Coordenadoria do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais (PPGRI)
  • Sirlene Silveira de Amorim Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Administração Universitária (PPGAU/UFSC), Especialista em Sistemas de Planejamento e Gestão Empresarial (FEPESE) e Analista de Educação Profissional no SENAC/PR.
  • Luís Moretto Neto Universidade Fedral de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1983-4535.2011v4nespp251

Palavras-chave:

Gestão estratégica, Gestão social, Inovação social, Políticas de inclusão.

Resumo

As políticas de inclusão, aplicadas no âmbito da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) estão expressas no programa de Ações Afirmativas, o qual trata do sistema de cotas, o Programa Incluir, aplicado para aqueles portadores de necessidades especiais, e o Curso Pré-Vestibular, que visa a democratizar o acesso ao ensino superior. O objetivo da pesquisa é investigar se essas políticas de inclusão são uma prática de gestão social ou se pretendem apenas atender ao definido na gestão estratégica da Instituição. A metodologia está embasada na abordagem científica de natureza predominantemente qualitativa. É descritiva, com base na análise de documentos, obras e relatórios.  O resultado evidencia que as políticas de inclusão da UFSC são aplicadas sob a ótica da gestão estratégica; entretanto, verificam-se elementos característicos da inovação social, e também há, em suas origens, alinhamento com o que pretende a gestão social.

Downloads

Publicado

2011-06-01

Edição

Seção

Artigos