Projeto UAB: uma análise estrutural dos pólos de apoio presencial do curso de Administração da UFSC

Autores

  • Daniele Weidle Universidade Federal de Santa Catarina
  • Juliane Ines Di Francesco Kich Universidade Federal de Santa Catarina
  • Mauricio Fernandes Pereira Universidade Federal de Santa Catarina

DOI:

https://doi.org/10.5007/1983-4535.2011v4nespp94

Palavras-chave:

Educação a distância, Universidade Aberta do Brasil, Polo de apoio presencial, Estrutura.

Resumo

A Educação a Distancia vem ocupando um importante espaço dentro da educação nacional, pois através dela tem-se proporcionado educação de qualidade em lugares carentes de ensino; assim proporcionando desenvolvimento para a região onde se encontram os polos de apoio presencial.  Estes pólos são essenciais para o desenvolvimento dos cursos a distância, pois se constitui no local onde o aluno tem o apoio presencial, fornecido pela estrutura disponível – laboratórios de informática, salas de aula e  biblioteca – assim como os coordenadores e tutores presenciais, que incentivam e também auxiliam nas dúvidas dos alunos. Neste sentido, este trabalho dedica-se a analisar a estrutura de todos os polos de apoio presencial do projeto Universidade Aberta do Brasil (UAB), do curso de Administração da Universidade Federal de Santa Catarina, com base na estrutura mínima de polo presencial exigida pelo Ministério da Educação. Para tanto, foi aplicado um questionário quali-quantitativo em todos os polos, com questões direcionadas para fins deste estudo, oferecendo assim um panorama geral da situação estrutural do curso em questão. Percebeu-se que existem diferenças estruturais entre os polos do mesmo curso e projeto, sendo que todos apresentaram alguma carência diante da estrutura proposta pelo MEC.

Downloads

Publicado

2011-06-01

Edição

Seção

Artigos