Aspectos da reestruturação das universidades federais por meio do Reuni: um estudo no estado de Santa Catarina

Danilo de Melo Costa, Alexandre Marino Costa, Cláudio José Amante, Cláudio Heleno Pinto da Silva

Resumo


As Universidades Federais Brasileiras passam por uma grande transformação que ocorre por meio de sua reestruturação bem como sua expansão. Novas universidades e novos campi em universidades que já existiam estão agora presentes em todas as unidades da federação. No Estado de Santa Catarina, este crescimento esta pautado com a reestruturação da Universidade Federal de Santa Catarina, por meio do Reuni, e a criação da Universidade Federal da Fronteira Sul, fundada no âmbito do programa. Sendo assim, o presente artigo se propôs a analisar os principais aspectos desta reestruturação no Estado de Santa Catarina. Para tanto, realizou-se uma pesquisa exploratória e qualitativa. Para coleta e análise dos dados, foram utilizados desde relatórios do MEC, INEP, ANDIFES, leis e decretos, até materiais já publicados que tratavam do presente tema. Além do mais, foram realizadas entrevistas com os Reitores em exercício das instituições estudadas. Os resultados mostraram que a expansão das universidades federais tem, de fato, acontecido, e em Santa Catarina, este fenômeno se confirmou. Além da expansão do número de vagas, pôde-se constatar que o Reuni tem dado mais oportunidades as pessoas de classes economicamente desfavorecidas, sinalizando o início de uma importante democratização da educação superior no Brasil.


Palavras-chave


Reuni; UFSC; UFFS; Educação superior; Expansão.

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1983-4535.2011v4nespp01

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Revista Gestão Universitária na América Latina - GUAL, ISSN 1983-4535, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial da Revista GUAL, encaminhe um e-mail para revistagual@gmail.com.

 This obra is licensed under a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.