O processo de gestão de desenvolvimento do espaço público na universidade: uma prática educativa e social

Carla Cristina Dutra Búrigo, Cléia Silveira Ramos

Resumo


O presente artigo tem por objetivo refletir sobre o desenvolvimento do espaço público, na universidade pública federal, como uma prática educativa e social. Este estudo parte dos resultados de pesquisa realizada na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), sobre a publicização das solenidades de colação de grau, em nível de graduação (RAMOS, 2012). A partir da década de 90, as formaturas da UFSC foram privatizadas sendo, no ano de 2004, resgatado o seu caráter público. A partir dos resultados da pesquisa, foi possível observar fortes evidências de que a formatura pública é envolvida por relações de mediações que refletem diretamente no seu caráter público, democrático e isonômico. Assim, ela se constitui em um processo que se apresenta em constante movimento, contribuindo para a organização ou para a desorganização do espaço público e da identidade da Universidade como instituição social. A Universidade é uma instituição complexa caracterizada pela diversidade da sua comunidade interna e externa. Aliado a isto, as relações que se manifestam no seu fazer diário, diante das políticas públicas educacionais, fazem com que a formatura como uma prática educativa e social, de organização e desenvolvimento do espaço público, demande ações para o fortalecimento da Universidade como instituição social.


Palavras-chave


Universidade pública; Espaço público; Formatura pública

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1983-4535.2014v7n3p43

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Revista Gestão Universitária na América Latina - GUAL, ISSN 1983-4535, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial da Revista GUAL, encaminhe um e-mail para revistagual@gmail.com.

 This obra is licensed under a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.