Valores relativos ao trabalho e âncoras de carreira: a ótica de discentes do ensino superior nas modalidades presencial e à distância

Tais de Andrade, Vania de Fátima Barros Estivalete, Lisiane Pellini Faller, Vivian Flores Costa

Resumo


O presente estudo leva em consideração os fatores que interferem nas decisões de carreira a partir das demandas internas dos indivíduos, representadas pelos valores relativos ao trabalho. Investigou-se a percepção dos discentes de cursos de graduação presencial e à distância sobre os valores relativos ao trabalho e as âncoras de carreira. Para tanto, utilizou-se uma survey junto a 958 discentes de graduação das modalidades presencial e à distância de instituições de ensino superior do interior do Rio Grande do Sul. O instrumento de coleta de dados foi elaborado a partir da Escala de Valores do Trabalho Revisada, desenvolvida por Porto e Pilati (2010) e o Inventário de Âncoras de Carreira proposto por Schein (1993; 1996). Quanto aos resultados, houve diferenças significativas entre as percepções das duas modalidades de ensino, mas a hierarquia atribuída aos valores e âncoras em ambas foi semelhante, o que demonstra certo padrão de concordância quanto à percepção de importância atribuída a cada dimensão estudada.


Palavras-chave


Valores relativos ao trabalho; Âncoras de carreira; Ensino presencial e à distância

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1983-4535.2018v11n1p24

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Revista Gestão Universitária na América Latina - GUAL, ISSN 1983-4535, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Para entrar em contato com a equipe editorial da Revista GUAL, encaminhe um e-mail para revistagual@gmail.com.

 This obra is licensed under a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.