Características do controle interno nas universidades federais brasileiras

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1983-4535.2021.e74526

Palavras-chave:

Gestão Pública, Controle Interno, Universidades Públicas.

Resumo

O artigo tem como objetivo investigar as características do controle interno nas Universidades Federais Brasileiras. O controle interno nas universidades torna-se importante por este ser uma ferramenta essencial para a transparência dos atos públicos, sendo importante ainda para assegurar o patrimônio público e garantir a eficiência na consecução dos objetivos. Sobre a metodologia, a pesquisa apresenta-se como descritiva, e envolveu o uso de questionário como instrumento de coleta de dados. O universo do estudo foi composto pelas 63 Universidades Federais do Brasil listadas na Sinopse Estatística da Educação Superior 2017 do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). A pesquisa foi realizada de forma censitária obtendo-se resposta de 43 universidades. Foi verificado que 55,8% das universidades não atribuem a responsabilidade do controle a um setor específico e que um reflexo da não existência de um órgão central responsável pelo controle interno é a pulverização de responsáveis pela elaboração dos controles internos nas instituições. Observou-se ainda que em 13 universidades não existe sequer essa responsabilidade, apesar de apenas 4 das 43 universidades considerarem os controles internos pouco importantes. Assim, pôde-se constatar que apesar da importância atribuída ao controle interno, este ainda não encontra-se consolidado em todas as universidades.

Biografia do Autor

Monike Silva Melo, Universidade Federal de Pernambuco

Contadora do Centro Acadêmico do Agreste da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Mestrado

Carla Renata Silva Leitão, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Doutora em Administração e Professora do Programa de Pós-Graduação em Controladoria da UFRPE

Referências

ALBUQUERQUE, J. M. Avaliação dos controles internos de uma instituição pública de ensino superior à luz da metodologia MCDA – construtivista. Revista Contemporânea de Contabilidade, v. 8 n.15, p. 129-150, 2011.

ARAÚJO, D. J. C.; LIBONATI, J. J.; MIRANDA, L. C.; RAMOS, F. S. Unidades de Controle Interno dos Municípios Brasileiros: Análise sob a Ótica do COSO II . Revista Universo Contábil, v.12, n.2, p. 39-58, 2016.

AYRES, L. C. N.; CRUZ, V. L.; SANTOS, R. R.; LEONE, R. J. G. Controle Interno em Empresas Familiares de Pequeno Porte: uma aplicação do modelo COSO II. Revista da Micro e Pequena Empresa, v.12, n. 1, p. 3-17, 2018.

BRASIL. Lei nº 13.303, de 30 de Junho de 2016. Dispõe sobre o estatuto jurídico da empresa pública, da sociedade de economia mista e de suas subsidiárias, no âmbito da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2016/lei/l13303.htm

CALIXTO, G. E.; VELAZQUEZ, M. D. P. Sistema de controle interno na administração pública federal. Revista Eletrônica de Contabilidade, v.2, n. 3, p. 63-81, 2005.

CASTRO, D. P. Auditoria, Contabilidade e controle interno no Setor Público. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

CHIARELLI, L.; CHEROBIM, A. P. M. S. Características de sistema de controle interno municipal para atuação reguladora e orientadora da gestão pública. Revista Interdisciplinar Científica Aplicada, v.3, n.1, p. 24-42, 2009.

CONTI, J. M.; CARVALHO, A.C. O Controle Interno na Administração Pública Brasileira: qualidade do gasto público e responsabilidade fiscal. Teorias e Estudos Científicos, v. 37, p. 201-220, 2011.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2002.

LORENZONI, R.; VIEIRA, E. T. V. V. O controle interno e a auditoria como ferramenta de desenvolvimento nas micro e pequenas empresas. Revista gestão e desenvolvimento em contexto- GEDECON, v. 1, n. 1, p. 118-132, 2013.

MAIA, M.S.; SILVA, M.R.; DUEÑAS, R.; ALMEIDA, P. P.; MARCONDES, S.; CHING, H.Y. Contribuição do sistema de Controle Interno para excelência Coorporativa. Revista Universo Contábil, v.1, n.1, p. 54-70, 2005.

MONTEIRO, R. P. Análise do sistema de controle interno no Brasil: objetivos, importância e barreiras para sua implantação. Revista Contemporânea de Contabilidade, v.12, n.25, p. 159-188, 2015.

MORAES, M. A.; OLIVEIRA, A.G.; NIWA, T.H. Controle interno como instrumento de planejamento, organização transparência na administração pública município de Guarei/SP. Revista Controle - Doutrina e Artigos, v.11, n.2, p. 217-238, 2013.

OLIVEIRA, R. R. Contabilidade, Controle Interno e Controle Externo: Trinômio Necessário para Combater a Corrupção. Pensar Contábil, v. 8, n. 31, 2006.

OLIVEIRA, D. F. O controle interno e auditoria governamental: comparativo. Revista Controle Doutrina e Artigos, v.12, n.1, p. 196-210, 2014.

PEREIRA, N. P. Controles Internos Empresariais e Gestão: visões e importância – Uma Abordagem Exploratória. Contabilidade Vista & Revista, v.15, n.10, p. 27-44, 2004.

PINTO, A. R. P. Avaliação do controle interno do departamento financeiro de uma empresa comercial – estudo de caso. Revista Eletrônica de Contabilidade, v. 3, n.1, p.124-150, 2006.

PRODANOV, C.C.; FREITAS, E.C. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2 ed. Novo Hamburgo: Universidade Feevale, 2013.

QUEIROZ, M. A. S.; PETER. M. G. A.; MACHADO, M. V. V.; GOMES, A. O.; RODRIGUES, M. D. N. Controle interno e controladoria na Administração Pública: estudo nas universidades federais brasileiras. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, 19, 2012, Bento Gonçalves. Anais... Bento Gonçalves, 2012.

REZENDE, S. M.; FAVERO, H. L. A importância do Controle Interno dentro das organizações. Revista de Administração Nobel, v. 3, p. 33-44, 2004.

RITTA, C. O. Análise comparativa do controle interno nas contas a receber e a pagar nas empresas Beta Ltda. e Alfa Ltda. Revista Catarinense Da Ciência Contábil, v.9, n. 26, p. 63-78, 2010.

RODRIGUES, M. D. N. Controle interno e controladoria na Administração Pública: estudo nas universidades federais brasileiras. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS, 19, 2012, Bento Gonçalves. Anais... Bento Gonçalves, 2012.

SANTOS, R. T.; MURARO, M. A influência da lei de responsabilidade fiscal nos Procedimentos de controle interno: uma análise nos Municípios gaúchos do Corede produção. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CONTABILIDADE, 18, 2008, Gramado. Anais... Gramado, 2008.

SILVA, P. G. K. O papel do controle interno na administração pública. Contexto, v. 2, n. 2, p. 1-16, 2002.

SOARES, M.; SCARPIN, J. E. Controle Interno na Administração Pública: avaliando sua eficiência na gestão municipal. UNOPAR Cient., Ciênc. Juríd. Empres., v.14, n.1, p. 5-15, 2013.

STEVENSON, W. J. Estatística Aplicada à Administração. Editora Harbra, 1981.

THOMÉ, V. A.; TINOCO, J. E. P. A existência do Controle Interno como auxílio à governança para gerar informações aos stakeholders das entidades públicas: a realidade em 20 prefeituras do estado do Paraná–Brasil. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 5, 2005, São Paulo. Anais... São Paulo, 2005.

VASCONCELOS, T. C.; SAMPAIO, J. C. S.; SILVA NETO, A.F.; DUQUE, C. Funcionalidade do Controle Interno nos Municípios: Um Estudo nas Prefeituras de Uma Região Metropolitana do Nordeste. Advances in Scientific and Applied Accounting, v. 5, n.2, p. 201-221, 2012.

VIEIRA, E. R. F. C.; ARAÚJO, A. O.; GOMES, A. M.; GUIMARÃES, A. L. S.; ROCHA, M. M. Q. Controle interno dos estoques de medicamentos nos hospitais de Natal. Interface - Revista do Centro de Ciências Sociais Aplicadas, v. 4, n. 2, p. 39-54, 2007.

WANG, J. J.; HOOPER, K. Internal control and accommodation in Chinese organisations. Critical Perspectives on Accounting, v. 49, p. 18-30, 2017.

Downloads

Publicado

2021-01-04

Edição

Seção

Artigos