Redes interinstitucionais na perspectiva da hélice tríplice: o caso de uma universidade pública do sul do Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5007/1983-4535.2021.e74645

Palavras-chave:

Universidades, Redes Interinstitucionais, Hélice tríplice

Resumo

O objetivo dessa pesquisa consistiu em analisar a percepção dos atores universitários acerca das parcerias interinstitucionais, na perspectiva de uma universidade pública municipal, como membro da hélice tríplice. Para isto, adotou-se, em um primeiro momento a abordagem qualitativa, que consistiu em mapear as redes de parcerias interinstitucionalizadas por meio de convênios entre empresas, governo e universidade (hélice tríplice). Em seguida, utilizou-se uma abordagem quantitativa com base na pesquisa de Rodrigues; Esther e Andrade (2017), com o uso da análise descritiva, a técnica multivariada (alfa de cronbach, cálculo de média e desvio padrão das dimensões), e a multicriterial por meio da técnica de entropia da informação. Os principais resultados demonstraram que na percepção dos atores universitários é papel da universidade oferecer ensino, pesquisa e extensão, produzir e difundir conhecimento; há ausência de clareza entre os respondentes se a relação entre a universidade com o ambiente externo pode trazer riscos para a universidade. Além disso, verificou-se que as dimensões que obtiveram as maiores pontuações da escala, foram: “os motivos que leva a universidade a se aproximar de empresas e governos” (Dim. 3), e “o propósito da universidade buscar parcerias, sob a perspectiva da dependência de recursos” (Dim. 4). 

Biografia do Autor

Silvana Silva Vieira Tambosi, UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU - FURB

Doutora em Ciências Contábeis e Administração (FURB) pelo Programa de Pós-graduação em Ciências Contábeis da Universidade Regional de Blumenau (PPGCC/FURB).

Maria Jose Carvalho de Souza Domingues, UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU - FURB

Professora e Pesquisadora do Programa de Pós-graduação em Ciências Contábeis da Universidade Regional de Blumenau (PPGCC/FURB).

Iara Regina dos Santos Parisotto, UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU - FURB

Professora e Pesquisadora do Programa de Pós-graduação em Ciências Contábeis da Universidade Regional de Blumenau (PPGCC/FURB).

Referências

ALMEIDA, Adiel Teixeira de. Processo de decisão nas organizações: construindo modelos de decisão multicritério. São Paulo: Atlas, 2013.

BALESTRIN, Alsones; VERSCHOORE, Jorge Renato; REYES JUNIOR, Edgar. O campo de estudo sobre redes de cooperação interorganizacional no Brasil. RAC-Revista de Administração Contemporânea, v. 14, n. 3, 2010.

BARNEY, Jay. Firm resources and sustained competitive advantage. Journal of management, v. 17, n. 1, p. 99-120, 1991.

BARNEY, Jay B. Is the resource-based “view” a useful perspective for strategic management research? Yes. Academy of management review, v. 26, n. 1, p. 41-56, 2001.

BOURDIEU, Pierre. Escritos de educação. In: Escritos de educação. 2004.

BUSH, Tony. Theories of Educational Management. International Journal of Educational Leadership Preparation, v. 1, n. 2, p. n2, 2006.

CLEGG, Stewart et al. Handbook de estudos organizacionais. São Paulo: Atlas, 1999.

COLLIS, Jill; HUSSEY, Roger. Business research: A practical guide for undergraduate and postgraduate students. Palgrave macmillan, 2013.

COLOMBO, S. S. Gestão universitária: os caminhos para a excelência. Porto Alegre: Penso, 2013.

CORRAR, Luiz J.; PAULO, Edilson; DIAS FILHO, José Maria. Análise multivariada: para os cursos de administração, ciências contábeis e economia. São Paulo: Atlas, p. 280-323, 2007.

ETZKOWITZ, H. Academic-industry relations: a sociological paradigm for economic development. In: LEYDERSDORFF, L.; VAN DEN BESSLAAR, P. In: Evolutionary economics and chaos theory: new directions in technology studies. London: Printer Publishers, 1994.

ETZKOWITZ, Henry. Innovation in innovation: The hélice tríplice of university-industry-government relations. Social science information, v. 42, n. 3, p. 293-337, 2003.

ETZKOWITZ, H.; LEYDESDORFF, L. The dynamics of innovation: from national systems and "mode 2" to hélice tríplice of university-industry-government relations. Research Policy, Amsterdam, v. 29, n. 2, p. 109-123, 2000.

ETZKOWITZ, HENRY; ZHOU, CHUNYAN. Hélice Tríplice: inovação e empreendedorismo universidade-indústria-governo. Estudos Avançados, v. 31, n. 90, p. 23-48, 2017.

GOMES, Luiz Flavio Autran Monteiro; ARAYA, Marcela Cecilia Gonzalez; CARIGNANO, Claudia. Tomada de decisões em cenários complexos: introdução aos métodos discretos do apoio multicritério a decisão. São Paulo: Thomson, 2004.

HAIR JR, J. F. et al. Multivariate Data Analysis: a global perspective. 7th edition. Pearson: 2009.

LYNCH, Richard; BAINES, Paul. Strategy development in UK higher education: towards resource‐based competitive advantages. Journal of Higher Education Policy and Management, v. 26, n. 2, p. 171-187, 2004.

MATZENAUER, H.B. Avaliação da sustentabilidade ambiental de municípios Paraibanos: Uma aplicação utilizando o método PROMETHEE II. Tese de Doutorado Apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, v. 1, 2003.

MELO, Pedro Antônio de. A cooperação universidade/empresa nas universidades públicas brasileiras. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2002, 331f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, 2002.

PENROSE, E. The theory of growth of the firm. London: Basil Blackwell, 1959.

PFEFFER, J.; SALANCIK, G. R. The external control of organizations: a resource dependence perspective. New York: Harper e Row, 1978.

PORTO, Geciane Silveira. A decisão de cooperação universidade-empresa sob a ótica dos líderes de grupos de pesquisa da USP cadastrados no diretório de pesquisa do CNPq. Trabalho apresentado para obtenção do título de Livre Docência, 2006.

PORTO, Geciane Silveira et al. Rede de interações universidade-empresa no Brasil: uma análise de redes sociais. Revista de Economia, v. 37, n. 4, 2011.

PRAHALAD, Coimbatore K.; BETTIS, Richard A. The dominant logic: A new linkage between diversity and performance. Strategic management journal, v. 7, n. 6, p. 485-501, 1986.

PRIEM, Richard L.; BUTLER, John E. Is the resource-based “view” a useful perspective for strategic management research?. Academy of management review, v. 26, n. 1, p. 22-40, 2001.

ROCHA, Irani et al. A presença da entropia da informação no controle orçamentário em ambiente inovador. RAI Revista de Administração e Inovação, v. 8, n. 2, p. 82-105, 2011.

RODRIGUES, I. S.; ÉSTHER, A. B.; ANDRADE, E. P. A relação Indústria-Governo-Universidade: o caso de uma universidade federal de Minas Gerais. In: EnAnpad, 2017, São Paulo. Trabalhos Apresentados, 2017.

STEWART, Theodor J. Multicriteria Decision Analysis. In: International Encyclopedia of Statistical Science. Springer Berlin Heidelberg, 2011.

TEECE, David J. Towards an economic theory of the multiproduct firm. Journal of Economic Behavior & Organization, v. 3, n. 1, p. 39-63, 1982.

ULRICH, David; BARNEY, Jay B. Perspectives in organizations: resource dependence, efficiency, and population. Academy of Management Review, v. 9, n. 3, p. 471-481, 1984.

ZELENY, M. Multiple Criteria Decision Making. McGraw-Hill, New York, 1982.

ZOU, Zhi-Hong; YI, Yun; SUN, Jing-Nan. Entropy method for determination of weight of evaluating indicators in fuzzy synthetic evaluation for water quality assessment. Journal of Environmental Sciences, v. 18, n. 5, p. 1020-1023, 2006.

WERNERFELT, Birger. A resource‐based view of the firm. Strategic management journal, v. 5, n. 2, p. 171-180, 1984.

Publicado

2021-01-04

Edição

Seção

Artigos