Caracterização anatômica e perfis químicos de folhas de Avicennia schaueriana Stapf. & Leech. ex Moldenke e Rhizophora mangle L. de manguezais impactados e não impactados do litoral paulista

João Marcelo Silva, Maria Bernadete Gonçalves Martins, Alberto José Cavalheiro

Resumo


Atualmente, os ecossistemas conhecidos como manguezais têm sido foco das mais variadas pesquisas, envolvendo estudos de fauna, flora, ecologia, entre outros. A demanda por conhecimentos sobre esse ecossistema provém, principalmente, da necessidade de se compreender as conseqüências das atuais e futuras ações humanas. No presente estudo, objetivou-se caracterizar a anatomia e comparar, juntamente com os perfis químicos, folhas de Avicennia schaueriana e Rhizophora mangle, provenientes de manguezais impactados (estuário do município de Santos) e não impactados (estuário do município de Peruíbe) do litoral de São Paulo, correlacionando as possíveis diferenças com fontes de impacto ambiental de cada área. Para A. schaueriana não foram observadas diferenças significativas com relação aos aspectos anatômicos. Já para R. mangle, observou-se maior densidade estomática em folhas do ambiente impactado, bem como aumento na espessura do parênquima paliçádico, diminuição do parênquima esponjoso e expansão da região dos feixes vasculares, na nervura central. Com relação às análises química, os grupos dos compostos apontados nos perfis cromatográficos diferem em quantidade e qualidade para R. mangle e apenas em quantidade para A. schaueriana.


Palavras-chave


Manguezais; anatomia foliar; impacto ambiental

Texto completo:

PDF


Insula - Universidade Federal de Santa Catarina - Departamento de Botânica - Centro de Ciências Biológicas - Campos Universitário - Trindade - CEP 88040-900 - Florianópolis - SC – Brasil.

ISSN print 0101-9554
ISSNe 2178-4574