Da rua para o bumbódromo: flagrantes do espetáculo em Parintins

Patrícia Patrício

Resumo


 

Uma pesquisa sobre o Festival Folclórico de Parintins, realizada entre 2004 e 2007, somou características do ensaio aos métodos jornalísticos. O trabalho investigou como a festa se relaciona com a vida cotidiana, avaliando aspectos culturais, econômicos e políticos. Neste texto a atenção está focada nas transformações da festa, que nos anos 20 acontecia na rua, e passou a partir de 1988 para uma construção conhecida como “bumbódromo”: um estádio com capacidade para 35 mil pessoas. A tradição do boi-bumbá, herdada do bumba-meu-boi nordestino, alterou-se com a passagem do tempo. Assim, a festa ganhou novas proporções e se transformou em um espetáculo midiático, com suas cenas exuberantes planejadas para seduzir não só a platéia local, como os telespectadores do festival.


Palavras-chave


Parintins; Boi-bumbá; Cultura; Tradição; Mídia; Parintins; Boi-bumbá; Culture; Tradition; Media

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2008v5n1p123

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons