Liberdade de imprensa em Portugal: José Agostinho de Macedo

Jorge Pedro Souza

Resumo


 

José Agostinho de Macedo (1761-1831) foi um desbragado e truculento polemista português que se distinguiu pela crítica feroz que, após a Revolução Liberal de 1820, fez ao jornalismo panfletário e “partidário”, à proliferação de periódicos e à liberdade de imprensa. Este trabalho pretende contribuir para o conhecimento da teoria crítica do jornalismo desenvolvida por Macedo, defendendo-se nele a tese de que o referido autor identificou alguns dos problemas que levariam o jornalismo panfletário artesanal a ser substituído pelo jornalismo informativo industrial ainda no decorrer do século XIX, como a falta de qualidade, os insultos, as propostas políticas irrealistas e o exacerbamento crítico. Acusou, ainda, o jornalismo de dividir os portugueses.


Palavras-chave


José Agostinho de Macedo; História do jornalismo; Crítica do jornalismo; Liberdade de imprensa; Portugal

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2008v5n2p69

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons