A institucionalização do mercado noticioso e seus significados para a construção da identidade do jornalista no Brasil

Fernanda Lima Lopes

Resumo


 

A consolidação da atividade jornalística como uma profissão e o reconhecimento dos jornalistas derivam, em grande parte, de processos de valorização mercantil da informação, os quais não podem ser vistos sem se prestar atenção à formação e ao crescimento das empresas jornalísticas e corporações de mídia. Este artigo justifica a importância de se focalizar a instituição ou empresa a fim de relacionar transformações midiáticas e o desenvolvimento/profissionalização do jornalismo no Brasil. Nessa perspectiva, analisa a construção da identidade do jornalista em momentos-chave do decorrer da história da imprensa no país e inclui reflexões sobre o momento contemporâneo, quando internet e novas tecnologias estabelecem novas práticas, rotinas, condições de acesso à produção, circulação e consumo de conteúdos informativos, o que representa reconfigurações no jornalismo.


Palavras-chave


Jornalismo; Identidade jornalística; Âmbito institucional

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2009v6n2p61

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons