A experiência da pesquisa em comunicação ambiental e suas aplicações no estudo e preservação do Pantanal Sul-Matogrossense

Autores

  • Greicy Mara França UFMS
  • Lairtes Chaves Rodrigues Filho UFMS

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-6924.2010v7n2p311

Palavras-chave:

Comunicação Ambiental, Jornalismo Ambiental, Sustentabilidade, Políticas Públicas

Resumo

 

Este trabalho busca estabelecer bases teóricas e reflexões acerca da comunicação ambiental a partir da prática da pesquisa realizada em Mato Grosso do Sul, na preservação do bioma pantaneiro. A produção de notícias relacionadas ao Pantanal no território sul-matogrossense além de se apresentarem minimamente nos jornais, recebe enfoques outros às questões ambientais, evidenciando que a área de preservação é entendida como área de exploração. Conclui-se, pela análise, que a angulação, presença e discurso das notícias relacionadas ao Pantanal surgem como instrumento de firma das questões econômicas, desvalorizando o bioma e as questões ambientais pertinentes.

Biografia do Autor

Greicy Mara França, UFMS

Doutora em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Coordenadora do Núcleo de Jornalismo Científico. Professora do Departamento de Jornalismo da UFMS. Líder do Grupo de Pesquisa do CNPq Mídias Ambientais.

Lairtes Chaves Rodrigues Filho, UFMS

Bolsista de Extensão. Acadêmico do curso de Comunicação Social – Jornalismo da UFMS. Membro do Grupo de Pesquisa do CNPq Mídias Ambientais. Repórter do site CiênciaeNotícia, ligado ao Núcleo de Jornalismo Científico.

Downloads

Publicado

2010-09-18

Edição

Seção

Núcleo Temático