Narrativas convergentes: ficção e realidade na prosa de Nelson Rodrigues

Esdra Marchezan Sales

Resumo


 

Subordinado à linguagem, o jornalismo se constrói através da narrativa, elemento fundamental na construção de mundo pelos sujeitos participantes do processo comunicativo. Diretamente ligada ao desenvolvimento da sociedade, a narrativa jornalística se transforma e ganha novas estruturas à medida que o jornalismo sofre mudanças. Em determinados momentos da história, o envolvimento de escritores com a prática jornalística modifica o relato jornalístico, dando ao texto factual aspectos de literatura. A convergência destes dois campos (jornalismo e literatura) em um espaço textual único abre espaço para questionamentos sobre os limites entre ficção e realidade. No Rio de Janeiro das décadas de 20 e 30 essa relação entre literatura e jornalismo era notável nos jornais da época e, se havia um espaço onde esse namoro era explícito, era na reportagem policial. Neste artigo, propomos uma análise comparativa entre a prosa jornalística e literária do escritor, jornalista e dramaturgo, Nelson Rodrigues, como forma de demonstrar o grau de influência entre os dois campos na construção da narrativa rodriguiana.


Palavras-chave


Jornalismo; Literatura; Convergência narrativa

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2011v8n2p323

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons