As rádios locais em Portugal – da génese do movimento à legalização

Luís Bonixe

Resumo


http://dx.doi.org/10.5007/1984-6924.2012v9n2p313

O objetivo deste artigo é analisar a génese das rádios locais portuguesas. Olhamos em particular para o período compreendido entre 1977 e 1988, durante o qual emitiram sem licença e por isso foram apelidadas de rádios piratas. Analisamos, seguindo uma perspectiva histórica, as diversas dimensões das rádios locais em Portugal, tais como as iniciativas legislativas para a sua legalização, a propriedade, os conteúdos da programação e a informação. A análise efetuada permite-nos concluir que as rádios piratas portuguesas representaram um importante marco na história dos meios de comunicação social em Portugal no que diz respeito à diversidade e pluralismo do discurso público.


Palavras-chave


Rádios locais; rádios piratas; liberalização.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1984-6924.2012v9n2p313

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons