Muito além do jornal: a nova imprensa sindical

Guilherme Gonçalves Carvalho

Resumo


 

Com o objetivo de identificar as mudanças na atividade de comunicação dos sindicatos e apontar a necessidade de uma revisão dos limites do que se compreende por “imprensa sindical”, apresentamos este artigo. Jornais e revistas sindicais, agora produzidos com menores custos e maior agilidade, fazem parte de um conjunto de plataformas utilizadas com a intenção de divulgar conteúdos. Páginas na internet, programas de webrádio, produção de vídeos para internet, alimentação de perfis em redes sociais, boletins eletrônicos, clipping de notícias, produção de releases para imprensa, troca de informações com maior agilidade e a constituição de redes de notícias têm feito parte da vida de jornalistas de sindicatos com maior intensidade a cada dia. No produto do jornalismo sindical é possível identificar o uso de novas ferramentas relacionadas à internet, e, por sua vez, o uso de novas técnicas decorrentes das plataformas multimídia. Para comprovar esta tendência, apresentamos dados de um survey aplicado a jornalistas sindicais de Curitiba, no qual se identifica a utilização de novas modalidades de comunicação, aliadas a um novo perfil de profissionais capazes de desenvolver multi-tarefas.


Palavras-chave


Jornalistas; Imprensa sindical; Novas tecnologias

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2013v10n1p256

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons