Como caracterizar qualidade em relação à produção da Rede Globo de Televisão?

Autores

  • Elizabeth Bastos Duarte UFSM

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-6924.2013v10n2p326

Palavras-chave:

TV aberta, Telejornalismo, Rede Globo de Televisão, Qualidade da TV, Public-access TV, Telejournalism, TV quality

Resumo

 

No Brasil, as grandes cadeias de televisão aberta com atuação em todo o território nacional são empresas privadas cuja atuação é presidida por uma lógica econômica tendo em vista os lucros e vantagens que possa obter. O presente trabalho propõe-se a estabelecer alguns critérios que permitam definir o que se pode considerar, nesse mercado tão disputado, qualidade em televisão, analisando diferentes aspectos responsáveis pela posição dominante, ocupada pela Rede Globo de Televisão (RGT) que a tornam não só líder de audiência, como referência para a produção/programação das demais.

Biografia do Autor

Elizabeth Bastos Duarte, UFSM

Graduada em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Pós-doutora em Televisão pela École des Hautes Études en Sciences Sociales e pela Université de Paris III Sorbonne Nouvelle (França). É pesquisadora IC do CNPq e atua no PPGCOM da Universidade Federal de Santa Maria.

Downloads

Publicado

2013-10-11

Edição

Seção

Núcleo Temático