A autorreferencialidade na televisão brasileira: estratégias e formatos

Maria Lilia Dias Castro

Resumo


 

O presente artigo centra-se na discussão do fenômeno da promoção, no âmbito da televisão comercial brasileira, e procura formular uma espécie de gramática do promocional, examinando as regras em que se funda e as estratégias que estruturam as produções televisuais. Como objeto empírico, elege algumas chamadas de caráter promocional, exibidas nos intervalos comerciais e veiculadas pela Rede Globo de Televisão, nos últimos cinco anos. A intenção dessas peças é chamar a atenção do telespectador para grade de programação, para a emissora, que assim aproveita a ocasião para falar de si mesma.


Palavras-chave


TV brasileira; formatos; estratégias; telejornalismo; TV comercial; Brazilian TV; formats; strategies; telejournalism; commercial TV

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2013v10n2p340

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons