Comunicação, Educação e História: a telenovela Amor e Revolução

Dayse Maciel de Araujo

Resumo


 

Conhecimento da história do Brasil, a partir da telenovela Amor e Revolução (SBT, 2011-12), por internautas da atualidade e resgate da memória do governo militar 1964-85 são os enfoques que elegemos para o desenvolvimento do nosso artigo. Em nossa metodologia analisamos as opiniões de especialistas acadêmicos e jornalistas especializados em telenovela, observamos os comentários de internautas sobre a narrativa e a história oral nas vozes dos 66 depoimentos inseridos ao final dos capítulos levados ao ar entre 05/04/2011 a 05/07/2011. Como suporte teórico, esse trabalho se vale, principalmente, dos estudos de Baccega, Barbosa, Berger, Hamburger, Sarlo e Pallottini. Ao final, constatamos que atores sociais, emitiram opiniões, de cunho fortemente ideológico, sobre o produto midiático, contra e a favor.  Na esfera da História, como temática de um produto midiático, refletimos sobre os conceitos de filosofia da história articulando os aspectos subjetivos do resgate da memória a um fato histórico do passado que ainda influencia o presente.


Palavras-chave


Amor e Revolução; comunicação;consumo cultural; telenovela;história.

Texto completo:

artigo


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2014v11n1p145

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons