Outros mundos do futebol: o exercício do isomorfismo linguístico na crônica esportiva

Rafael Duarte Oliveira Venancio

Resumo


 

O presente artigo deseja observar como a crônica esportiva de futebol (especialmente, a produção textual de Nelson Rodrigues e José Lins do Rego) consegue engendrar, em sua narrativa, mundos possíveis que, mesmo com atributos ficcionais, se vinculam à referencialidade dos fatos ocorridos no esporte. Utilizando-se o arcabouço teórico de Umberto Eco e de David Lewis, o objetivo aqui é refletir acerca desse exercício de isomorfismo lingüístico, bem como desvelar as estratégias altermundistas utilizadas.


Palavras-chave


Futebol; Crônica Esportiva; Narrativa de Mundos Possíveis

Texto completo:

artigo


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2014v11n1p203

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons