“É tempo de construir o Brasil Grande”: a legitimação da ditadura civil-militar nos editoriais do jornal Zero Hora

Autores

  • Viviane Borelli Universidade Federal de Santa Maria
  • Camila Marchesan Cargnelutti UFSM

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-6924.2014v11n1p218

Palavras-chave:

Zero Hora, Discurso, Golpe Civil-Militar

Resumo

 

A pesquisa busca mostrar a forma como Zero Hora (ZH) referenciou os aniversários do golpe de 1964 ao longo da ditadura civil-militar brasileira. Objetiva-se analisar os discursos dos editoriais de ZH, identificar seu posicionamento frente ao episódio que deflagrou 21 anos de ditadura no país e observar possíveis silenciamentos ao longo desse período. O aporte teórico-metodológico utilizado é a Análise de Discurso (AD), que permite uma análise contextualizada com a conjuntura sócio-histórica do momento. A pesquisa aponta para a construção de discursos que procuram legitimar, por meio de distintas estratégias discursivas, a ditadura civil-militar brasileira, como através da reafirmação do ideário revolucionário, da divulgação do desenvolvimento econômico do período e da caracterização da nova fase, iniciada a partir de 1964, como um tempo de esperança, harmonia e crescimento acelerado.

Biografia do Autor

Viviane Borelli, Universidade Federal de Santa Maria

Professora do Programa de Pós-Gradução em Comunicação da UFSM. Coordenadora substituta do curso de Comunicação Social – Jornalismo da UFSM. Doutora em Ciências da Comunicação pela Unisinos.

Camila Marchesan Cargnelutti, UFSM

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Letras da UFSM e jornalista formada pela UFSM

Downloads

Publicado

2014-05-04

Edição

Seção

Núcleo Temático