Futebolização do esporte na televisão: compromisso com o jornalismo ou com os números de audiência?

Cristiane Finger Costa, Mariana Oselame

Resumo


 

Este artigo aborda a cobertura esportiva da televisão aberta brasileira. Os objetivos são mensurar a predominância dos conteúdos de futebol em relação aos de outros esportes; evidenciar a utilização do “engraçadismo” no tratamento das informações esportivas no contexto do infoentretenimento; e discutir se o amplo espaço destinado ao futebol é resultado da aplicação de critérios jornalísticos ou se é fruto da pressão por bons números de audiência. O corpus analisado inclui as versões gaúcha e paulista do programa Globo Esporte, exibido pela Rede Globo e por suas emissoras afiliadas. A argumentação teórica desta abordagem tem como base os conceitos de Alcoba (1999), Traquina (2008), Wolf (1985) e Rangel (2006).


Palavras-chave


Televisão; Jornalismo Esportivo; Infoentretenimento

Texto completo:

artigo


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2014v11n2p459

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons