Televisão em rede, telejornalismo e cultura nacional no Brasil e na Argentina: o Jornal Nacional e o Telenoche

Li-Chang Shuen Cristina Silva Sousa

Resumo


 

Neste artigo, parte de pesquisa concluída de doutorado sobre a construção e manutenção de dominantes culturais pelo telejornalismo no Brasil e na Argentina, destaca-se o papel da televisão em rede e de seu principal produto informativo, o telejornal em rede, nesse processo. Oferecemos uma análise comparada das características da televisão aberta nos dois países, comparação esta que oferece o suporte para a compreensão do papel do telejornalismo como parte do aparato de construção da cultura nacionalizada oferecida, no Brasil e na Argentina, com a roupagem de cultura nacional. A escolha dos programas recaiu sobre o Jornal Nacional e o Telenoche por serem os dois mais antigos e de maior audiência em seus respectivos países. Apontamos diferenças e semelhanças entre os dois sistemas de televisão e como essas nuances impactam na produção jornalística, especialmente na editoria de cultura. O resultado é a reafirmação de estereótipos que funcionam como dominantes culturais não problematizados pela comunidade interpretativa formada pelos jornalistas encarregados da produção dos noticiários.


Palavras-chave


Cultura nacionalizada; Telejornalismo; Televisão em Rede; Keywords: Nationalized culture; Television; TV Journalism

Texto completo:

artigo


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2015v12n1p72

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons