Credibilidade e cibercultura: o jornalismo nas malhas da rede

Clarissa Corrêa Henning

Resumo


 

A emergência de novas ferramentas na rede e as práticas de internautas que colocam em xeque a legitimidade do jornalista como único emissor das “notícias que interessam” instauram uma séria crise no modelo da Indústria Cultural. Se por um lado as novas tecnologias ajudam a difundir visadas minoritárias, por outro o controle online limita a circulação e evidencia o quanto elementos não humanos, em princípio externos ao jornalismo, concorrem para determinar a produção/circulação da notícia.


Palavras-chave


Jornalismo; cibercultura; credibilidade; dispositivos tecnológicos

Texto completo:

ARTIGO


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2016v13n2p45

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons