Contribuições da hermenêutica de Paul Ricoeur para uma teoria da narratividade jornalística

Leandro Rodrigues Lage

Resumo


O objetivo do texto é explorar a dimensão narrativa do fazer jornalístico a partir das contribuições teóricas da hermenêutica narrativa de P. Ricoeur. Trata-se de um ensaio teórico, no qual, busca-se abordar a noção de narrativa jornalística à luz da operação mediadora da narração, que se desenvolve entre a experiência dos acontecimentos e os processos de leitura e interpretação, por meio da configuração de um enredo ou intriga. A linha argumentativa tensiona pelo menos três percepções sobre o caráter narrativo do jornalismo: a de que tal dimensão narrativa do fazer jornalístico se ancora no fato de que é intrínseco a esta instância social a atividade de contar histórias; a defesa da narrativa jornalística como espécie de modalidade, gênero ou estrutura textual e discursiva; e a de que a qualidade narrativa do jornalismo ameaça a construção das relações de referencialidade com os acontecimentos, orientadas pelo ideal da objetividade.

Palavras-chave


Jornalismo; Narrativa; Paul Ricoeur; Acontecimento

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2018v15n2p09

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons