“Só eu sei quantas lágrimas derramei” Uma análise da recepção de pessoas trans sobre a série Quem sou Eu?

Fernanda Nascimento, Jessica Gustafson, Joana Maria Pedro

Resumo


As identidades trans adquiriram maior visibilidade social nos últimos anos (BENTO, 2011; 2014). Nos produtos midiáticos, essas vivências também começaram a ter mais amplitude e problematizações. Neste artigo, analisamos a recepção das pessoas trans da série Quem Sou Eu?, exibida pelo programa Fantástico, da Rede Globo, em 2017, cuja temática foi a de identidades trans. Com as premissas teóricas dos estudos culturais e queer e utilizando-se da etnografia virtual, buscamos compreender os sentidos produzidos por pessoas trans, a partir de comentários nos vídeos da série, disponibilizados na página de Facebook do programa. Em nossa análise, constatamos o engajamento das pessoas trans em desmitificar preconceitos e a celebração da visibilidade, vista como possibilidade de esperança para uma vida com menos discriminações.



Palavras-chave


Comunicação; Estudos de recepção; Etnografia virtual; Identidades trans

Texto completo:

PDF/A


DOI: https://doi.org/10.5007/1984-6924.2018v15n2p33

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons