Nacionalismo na imprensa brasileira: crise Brasil-Bolívia

Andréia Seganfredo, Gislene Silva

Resumo


Diante de um cenário internacional regido pela lógica da globalização e, ao mesmo tempo, da integração regional entre países, o fluxo de informação jornalística responde ainda mais pelas interpretações que comunidades ou países têm uns dos outros. No contexto da recente crise Brasil-Bolívia, quando o presidente boliviano Evo Morales anunciou a nacionalização das reservas de gás natural e petróleo de seu país, com conseqüências bastante negativas para a Petrobras, a imprensa brasileira se mostrou nacionalista na cobertura do fato e de seus desdobramentos. Este estudo é resultado da análise de textos informativos dos jornais Folha de S.Paulo e O Estado de S.Paulo publicados na semana seguinte à medida governamental boliviana, tomando como base reflexões sobre nacionalismo, soberania, ordem econômica globalizada e acordos políticos na América Latina.

Palavras-chave


Imprensa Nacionalista; Nacionalismo; Imprensa Latino-Americana; Nationalist Press, Nationalism; Latin-American Press

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons