Fotografia nas eleições: efeitos de segundo nível do agenda-setting

Paulo Munhoz

Resumo


O artigo busca testar a hipótese de que a saliência (primeiro nível do agenda-setting) e a imputação de atributos (segundo nível do agenda-setting) ocorrem também através das fotografias. Como material empírico, coletou-se e analisou-se a cobertura fotojornalística dada pelos principais jornais de Salvador aos candidatos à sucessão da prefeitura municipal, nas últimas eleições. A conclusão geral é de que os veículos midiáticos agendam de maneira valorativamente diferente cada um dos candidatos também através de representações icônicas e não apenas textuais.

Palavras-chave


Agenda-setting; Fotojornalismo; Media effects; Jornalismo e política; Mídia e eleições; Photojournalism; Political journalism; Media and elections

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5007/%25x

(Est-s Jorn. Mid.), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. ISSNe 1984-6924.

Licença Creative Commons