Textos de ciência em ambiente digital:

percurso exploratório em Nexo e Vox sobre vacinas

Autores

  • Verônica Soares da Costa Universidade Federal de Minas Gerais https://orcid.org/0000-0002-1324-0535
  • Luana Luana Teixeira de Souza Cruz Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5007/1984-6924.2020v17n2p175

Palavras-chave:

jornais nativos digitais, redes sociais digitais, vacinas

Resumo

O artigo se propõe a um percurso metodológico qualitativo e exploratório nos sites Nexo e Vox, categorizados como jornais nativos digitais, com o objetivo de selecionar textualidades produzidas e distribuídas em torno do tema das vacinas. Buscamos identificar, a partir dos critérios de reconcepção de cadeia de valor da informação apresentados por Furtado (2006), como e se ocorre a circulação da temática nos sites e, também, nas redes sociais digitais dos veículos. A análise do fluxo de informações encontrado indicou uma relação textual entre os fenômenos da vacinação e do movimento antivacinação, que pode ser classificado como um novo tipo de controvérsia midiatizada. O fluxo de informações também permite observar o potencial de propagabilidade dessas textualidades, a partir de atributos incorporados aos textos para incentivar o engajamento por meio de comentários, curtidas e compartilhamentos, que expressam e põem em visibilidade ações, opiniões e pontos de vista sobre a vacinação. 

Biografia do Autor

Verônica Soares da Costa, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutora pelo Programa de Pós-graduação em Comunicação Social da Universidade Federal de Minas Gerais (PPGCOM/UFMG). Jornalista e pesquisadora bolsista vinculada ao Programa de Comunicação Científica, Tecnológica e de Inovação (PCCT) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).

Luana Luana Teixeira de Souza Cruz, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Doutoranda em Estudo de Linguagens pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (POSLING/CEFET-MG), na linha Edição, Linguagem e Tecnologia. Jornalista e pesquisadora bolsista vinculada ao Programa de Comunicação Científica, Tecnológica e de Inovação (PCCT) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).

Referências

ANTUNES, Elton; VAZ, Paulo Bernardo. Mídia: um aro, um halo e um elo. In: GUIMARÃES, César; FRANÇA, Vera (orgs.). Na mídia, na rua: narrativas do cotidiano. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

ANTUNES, Elton; JÁUREGUI, Carlos; MAFRA, Renan. Mídia em trânsito, mídia em transe: textualização, epifania e distanciação. p. 35-57. In: LEAL, B.; CARVALHO, C. A.; ALZAMORA, Geane. Textualidades Midiáticas. Belo Horizonte: PPGCom/UFMG, 2018. 172 p. (Olhares Transversais). Disponível em: http://www.seloppgcom.fafich.ufmg.br/index.php/seloppgcom/catalog/book/1. Acesso em: 17 set. 2018.

ALZAMORA, Geane Carvalho. Especificidades da rede intermídia contemporânea: Considerações sobre a audiência em contextos reticulares. Revista Latinoamericana de Ciencias de la Comunicación, v. 9, nº 2, ed. 17, p. 50-61, jul/dez 2012. Disponível em: https://www.alaic.org/revista/index.php/alaic/article/view/441. Acesso em: 9 jun. 2019.

BEIGUELMAN, G. Processos de criação e produção do conhecimento em hipermídia e em redes fixas e móveis: pressupostos críticos e criativos no Design de Interfaces. Programa de Pós-Graduação em Cultura e Semiótica. PUC/SP, fev-jun. 2009.

CHARTIER, Roger. Os desafios da escrita. Trad. Fulvia M. L. Moretto. São Paulo: Editora UNESP, 2002.

COLLINS, Harry; EVANS, Robert. Repensando a expertise. Belo Horizonte: Fabrefactum, 2010.

D'ANDREA, Carlos Frederico de Brito. Controvérsias midiatizadas no Twitter durante transmissões televisivas ao vivo: a rede “exoesqueleto” na abertura da Copa 2014. Revista Famecos. Mídia, cultura e tecnologia. Porto Alegre, v. 23, n. 2, mai/ago de 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.15448/1980-3729.2016.2.21106. Acesso em: 7 abr. 2019.

FURTADO, José Afonso. O papel e o pixel. Do impresso ao digital: continuidades e transformações. Florianópolis: Escritório do Livro, 2006.

HARLOW, S.; SALAVERRÍA ALIAGA, R. Regenerating Journalism: Exploring the ‘Alternativeness’ and ‘Digital-ness’ of Online-Native Media in Latin America. In: Digital Journalism, v. 4, 2016, p. 1001-1019. Disponível em: https://doi.org/10.1080/21670811.2015.1135752. Acesso em: 16 mai. 2020.

HEPP, Andreas. As configurações comunicativas de mundos midiatizados: pesquisa da midiatização na era da “mediação de tudo”. Revista Matrizes, v. 8, n. 1, p. 45-64, jan./jun. 2014. Disponível em: http://www.periodicos.usp.br/matrizes/article/download/82930/85964. Acesso em: 15 fev. 2019.

JENKINS, Henry; GREEN, Joshua, FORD, Sam. Cultura da conexão. Criando valor e significado por meio da mídia propagável. São Paulo: Aleph, 2014.

LEAL, Bruno. Do texto à textualidade na comunicação: contornos de uma linha de investigação. In: LEAL, B.; CARVALHO, C. A.; ALZAMORA, Geane. Textualidades Midiáticas. Belo Horizonte: PPGCom/UFMG, 2018. 172 p. (Olhares Transversais). Disponível em: http://www.seloppgcom.fafich.ufmg.br/index.php/seloppgcom/catalog/book/1. Acesso em: 17 set. 2018.

NEXO. Nexo, 2020. Sobre o Nexo. Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/sobre/Sobre-o-Nexo. Acesso em 16 mai. 2020.

RIBEIRO, Ana Elisa. Textos multimodais: leitura e produção. São Paulo: Parábola Editorial, 2016.

VAN DIJCK, José. The culture of connectivity: a critical history of social media. New York: Oxford University Press, 2013.

VENTURINI, Tommaso. Diving in magma: how to explore controversies with actor-network theory. Public Understanding of Science, v. 19, n. 3, p. 258-273, maio 2010.

VOX. Vox.com, 2020. About us. Disponível em: https://www.vox.com/pages/about-us. Acesso em: 16 mai. 2020.

ZAMIN, Angela. Jornalismo de referência: o conceito por trás da expressão. In: : mídia, cultura e tecnologia, vol. 21, núm. 3, set-dez, 2014, pp. 918-942. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/4955/495551017008.pdf. Acesso em: 26 jul. 2018.

Downloads

Publicado

2020-12-18